Alimentação Saudável

7 peixes saborosos pra você experimentar

junho 11, 2019
foto com diversos peixes, que são uma alternativa ótima para carne vermelha

Você já ouviu falar que é bom diminuir o consumo de carnes vermelhas e apostar nas brancas, certo? Além das aves, diversos tipos de peixes, entre os de água doce e salgada, são alternativas saudáveis e nutritivas.

Mas pode não ser muito fácil variar nessa proteína: nem sempre encontramos opções diferentes e, se encontramos, não conhecemos o suficiente para apostar nelas. E ainda tem gente que se apega a uma qualidade de peixe e se esquece de experimentar as outras.

Você é desse time? Então, confira as dicas que nós preparamos pra você incluir esse alimento tão saboroso e nutritivo na rotina, com praticidade.

7 tipos de peixes saborosos que devemos provar

1. Salmão

Muito conhecido na culinária japonesa, o salmão é um peixe super saboroso e nutritivo. Para começar, ele tem grande quantidade de ômega-3. Essa substância é, na verdade, um conjunto de gorduras essenciais que fazem bem pra saúde do coração e do cérebro, além de reforçar a imunidade. Ele também é fonte de proteínas, ferro, cálcio e vitamina D, nutrientes fundamentais pra ter ossos saudáveis e um corpo funcional.

Além disso, o preparo desse peixe é muito versátil. Dá pra consumi-lo selado em crosta de gergelim ou de castanhas, grelhado, acompanhado por molho de maracujá ou de alcaparras, e até cru, como é o caso do sashimi, do sushi e do temaki. Ele ainda é ingrediente de outros tantos pratos, como o poke — uma iguaria havaiana composta de arroz, peixe em cubos e vegetais cortados.

2. Tilápia

A tilápia é um peixe de água doce muito saboroso, de carne branca e suculenta. Os filés são populares e podem ser preparados em iscas ou assados na brasa, o que acrescenta sabor ao prato. Deu até vontade, né?

Agora falando da parte nutricional: cada 100 gramas fornecem 20 gramas de proteínas de alto valor biológico. Além disso, tem ferro, vitaminas do complexo B, magnésio e zinco — substâncias superimportantes para o bom funcionamento do organismo.

E uma curiosidade: tilápia e Saint Peter são o mesmo peixe!

3. Sardinha

Você acha caro comer peixe? Pois saiba que a sardinha é bem em conta. Ao mesmo tempo, ela é bastante rica em nutrientes fundamentais pra nossa saúde. Tanto que ela é classificada como um peixe “gordo”, pois sua composição tem um monte de gorduras boas, como o próprio ômega-3. Suas propriedades ainda incluem as vitaminas D e B12, proteínas e cálcio, em uma quantidade maior que no leite.

E já que falamos em praticidade, aqui vai um toque: até aquela sardinha em latinha faz bem! O segredo é comprar em óleo e deixar escorrer bem o líquido antes de usar (isso também vale para o atum), e então preparar tortas e outros pratos muito gostosos. Por outro lado, a versão fresca pode ser assada ou cozida em molho, que é uma sugestão deliciosa.

4. Atum

O atum é um peixe de águas salgadas, profundas e geladas. É muito comum a gente encontrá-lo em latas, no supermercado, mas hoje em dia também é fácil achá-lo fresco nas peixarias. Ele compõe diversos pratos bem distintos, desde crus, em sushis e temakis, até as tortas feitas com o enlatado.

Que o sabor do atum é inconfundível e delicioso, todo mundo sabe, mas você conhece todas as propriedades desse peixe? Vamos lá: ele contém proteínas, ômega-3, magnésio, potássio, selênio, ferro e vitaminas do complexo B.

Com tudo isso, é anti-inflamatório, faz bem para o sistema cardiovascular, dá mais disposição e melhora a imunidade.

5. Merluza

A merluza também é uma proteína muito comum no país. Geralmente, as pessoas fazem o filé fritinho ou no vapor, com legumes — uma opção que une sabor e saúde. Sua carne é branca e bem delicada, combinando com muitos acompanhamentos por causa disso.

Esse é um dos peixes mais ricos em proteínas e pobres em gorduras. Ele tem alto teor de fósforo — ótimo para saúde dos ossos e dos dentes — e de potássio, excelente para recuperação dos músculos: uma opção sensacional pra quem pratica atividades físicas. Bom, né?

6. Corvina

A corvina, assim como a sardinha, é um peixe de baixo custo e alto valor nutricional. Ela contém ômega-3, fósforo, ferro, cálcio e vitaminas D, K e do complexo B. Apesar do cheiro mais forte de iodo em relação aos outros peixes mais populares, tem um sabor incrível e é muito versátil.

Ela é preparada em postas que podem ser fritas, assadas ou ensopadas. Você gosta de moqueca de peixe? Então, esse prato pode ser feito com corvina. Como a carne é bem tenra e quase sem espinhas, é bem agradável de comer.

7. Bacalhau

O bacalhau não é exatamente um tipo de peixe. Na verdade, é o processo de salga e desidratação. A maturação confere o sabor, aroma, textura e cor tão apreciados no mundo todo.

Então, quer dizer que qualquer peixe pode virar bacalhau? Bom, não é bem assim que funciona. Existem algumas espécies apropriadas, como codfish, zarbo e saithe. Algumas servem para preparações em postas e outras, desfiadas.

Como se apenas o sabor do bacalhau não fosse um bom motivo pra consumi-lo, entre os benefícios desse peixe estão a redução do mau colesterol, a melhora cardiovascular, a ajuda no sistema imunológico e o auxílio no tratamento de depressão e estresse.

Dicas de acompanhamento para comer peixes

Agora que você já sabe quais são as vantagens de comer os mais diversos tipos de peixes e recebeu até sugestões de preparo, que tal entrarmos no mundo da gastronomia? Para começar, confira algumas dicas de acompanhamento para esse prato principal:

  • purê de batatas;
  • purê de mandioquinha;
  • arroz branco;
  • arroz com brócolis;
  • arroz primavera;
  • legumes no vapor ou salteados, como cenoura, brócolis e vagem;
  • salada de maionese com batatas;
  • molhos variados, como mostarda, maracujá, aspargos e aioli.

Para beber, um suco de frutas vai bem. Mas se a ocasião pede mais emoção, vá de vinho branco ou rosé.

E o tempero? Você sabe como temperar os diferentes tipos de peixes? Bom, alguns ficam ótimos apenas com sal e pimenta-do-reino, como o atum e o salmão. Já os filés de merluza e tilápia podem ganhar mais sabor se acrescentados alho e suco de limão aos temperos que nós já citamos.

Para os ensopados, vale alho, cebola, pimenta-do-reino, tomate, pimentão, sal, coentro, azeite de dendê e o que mais o seu paladar gostar e achar que combina.

Só de imaginar já dá água na boca, né? Então aproveite o embalo para organizar uma senhora refeição com toda essa inspiração.

Benefícios do consumo de peixe para a saúde

Como a gente já falou um pouco neste artigo, o consumo de peixe, além de ser uma delícia, também faz bem para a saúde. Não à toa a American Heart Association recomenda colocar uma porção de peixinho no prato pelo menos duas vezes na semana. A seguir, confira alguns dos principais benefícios que esse alimento traz para o organismo. Olha só que saudável!

Previne doenças cardiovasculares

Também já falamos sobre isso, mas não custa repetir: os peixes são alimentos ricos em ômega-3, um ácido graxo que faz bem ao coração. O consumo frequente de alimentos com esse ácido reduz significativamente as chances de doenças cardíacas e derrames. Coma pelo menos duas porções semanais, de 100 gramas cada, para ter esse benefício.

É fonte de vitamina D

Grande parte da população vem sofrendo com a falta de vitamina D. O sol é uma das principais fontes desse importante hormônio vital para a saúde óssea. No entanto, cada vez mais temerosas em relação ao câncer de pele, as pessoas se expõem menos ao sol, o que acaba fazendo com que não se consiga obter as quantidades mínimas da vitamina.

O ideal ainda é tomar um pouco sol diariamente, sempre com a pele protegida por um bom filtro solar e nos horários apropriados — antes das 10h e após as 16h. Porém, comer peixe ajuda especialmente a quem não tem muito tempo de tomar sol por estar envolvido com o trabalho durante o dia.

Promove a saúde do cérebro

O ômega-3 é um dentre diversos ácidos graxos que fazem parte da composição dos peixes. Outro é o ácido docosahexanoico — mas é mais fácil chamar pela sigla, ADH, concorda? Bem, esse ácido é fundamental para a saúde do cérebro — especialmente durante a gestação, as mulheres que consumirem mais peixe estarão preparadas para garantir o bom desenvolvimento do bebê.

Para crianças já nascidas e adultos, o consumo de peixe também é recomendado em função de estar relacionado ao aumento da massa cinzenta. Isso ajuda a evitar a deterioração do órgão e retarda o processo de envelhecimento — sendo bom, inclusive, para prevenir o mal de Alzheimer.

Reduz o risco de doenças autoimunes

O ômega-3 e a vitamina D são importantes, também, por evitarem o desenvolvimento de doenças autoimunes — como hipotireoidismo, diabetes tipo 1, entre outras. Há estudos em desenvolvimento que buscam provar a importância do consumo de peixes para diminuir as chances de se desenvolver a esclerose múltipla, porém são pesquisas ainda em andamento.

Boas práticas para o consumo de peixe

Saber preparar o peixe também é fundamental. Veja algumas recomendações para evitar problemas na hora de consumir o alimento.

Evite prepará-los como frituras

O peixe frito pode ser delicioso, porém, prepará-lo no forno é mais saudável. Isso ocorre porque, durante o processo de fritura, alguns nutrientes se perdem.

Atente à qualidade do produto

É fundamental comprar peixes de boa procedência. Garanta que você sabe de onde vem o produto que vai consumir.

Tenha cuidados na gravidez

Alguns peixes podem conter um índice mais elevado de contaminação por mercúrio. Isso deve ser levado em conta, especialmente para gestantes, já que o consumo pode causar prejuízos ao bebê.

Se estiver grávida, evite atum, bagre e pintado, e dê preferência a salmão, sardinha, arenque e linguado. Também é recomendável evitar o peixe cru (servido em restaurantes especializados em sushi, por exemplo), em função de ter uma facilidade maior de contaminação.

Você já sabe que os vários tipos de peixes contêm nutrientes essenciais para uma alimentação saudável e equilibrada. Eles são capazes de ajudar no controle e na prevenção de problemas de saúde, além de serem deliciosos e versáteis. Então, por que não? Se você está em dúvida do que comer, aposte em um peixinho que é sucesso garantido.

Para garantir várias opções de peixe no seu prato, que tal dar uma olhada no cardápio de peixes e frutos do mar da Liv Up?

You Might Also Like

Vamos conversar?

Entre por uma das redes sociais ao lado para comentar!
Scroll Up