A alimentação interfere no sono da criança?

sono da criança

Dormir é um processo fundamental para o ser humano. Talvez seja o mais importante, uma vez que é nesse momento que o corpo se recupera, armazena informações e libera os neurotransmissores essenciais para a nossa saúde física e mental. Na idade infantil, o sono da criança é fundamental.

É nele que as informações aprendidas são devidamente organizadas, armazenadas e o processo de crescimento e desenvolvimento acontece a todo vapor. Mas, você sabe como a alimentação pode interferir nisso?

Quanto tempo antes de dormir uma criança deve comer?

Em primeiro lugar, a hora do jantar da criança pode ser tão importante quanto os alimentos da refeição para a qualidade do sono. A recomendação é que os jantares, ou lanches, antes de ir pra cama sejam leves, com ingredientes saudáveis e com porções menores que as do almoço.

O ideal é que a última refeição do dia ocorra, no mínimo, duas horas antes de os pequenos deitarem. Assim, o organismo tem tempo para fazer bem a digestão. E isso é fundamental para que o sono seja tranquilo e reparador.

O motivo é que a taxa metabólica e a temperatura da criança aumentam durante as refeições. E o melhor para uma boa noite de descanso, é que elas diminuam, ao invés de aumentar. 

Sendo assim, construir um boa higiene do sono e estabelecer rotinas para comer e dormir também pode ser bastante favorável ao desenvolvimento das crianças. O hormônio de crescimento, por exemplo, tem seu pico entre 23h30 e 2h30 da manhã.

Para que ele possa agir da maneira mais apropriada, a criança precisa estar dormindo em sono profundo. Em outras palavras, o ideal é que esteja dormindo antes das 23h30.

Uma pesquisa publicada pela Northwestern University aponta que comer logo antes de dormir pode interferir no ritmo circadiano do corpo (ciclo biológico em 24 horas). Principalmente no caso de refeições mais calóricas, o corpo, que deveria estar trabalhando nos processos do ano, acaba tendo que dividir os esforços com o sistema digestivo.

Além disso, esse hábito pode elevar a glicemia, gerar acúmulo de insulina e desregular o padrão de sono. Outras complicações são, por exemplo, azia, refluxo esofágico e desconfortos estomacais. 

Quais são os alimentos ideais para o bom sono da criança?

Existem alimentos que podem contribuir e outros que podem prejudicar o sono das crianças. Confira, a seguir, algumas dicas e ingredientes benéficos na hora de dormir: 

Alimentos que contêm triptofano:

Esse aminoácido é precursor da serotonina e melatonina, substâncias indutoras de sono. É possível encontrar esse nutriente nos seguintes alimentos: 

  • laticínios (leite, queijos, coalhada, iogurtes);
  • produtos de soja (leite de soja, tofu, feijão de soja);
  • frutos do mar e peixes;
  • frango e ovos;
  • feijão, lentilhas, amendoim e outras nozes;

Carboidratos complexos

Esse tipo de alimento estimula a liberação de insulina, que auxilia a remoção de substâncias da corrente sanguínea que competem com o triptofano. Fazem parte desse grupo alimentos integrais, quinoa, aveia, mandioca, inhame, tofu, gergelim e batata-doce 

Alimentos ricos em vitaminas B

Invista em grãos integrais, legumes, fígado, sementes, cogumelos, peixes de fundo de mar, ovos e verduras escuras e alimentos ricos em magnésio: nozes, grãos integrais, semente de girassol, abacate e uva passa.

Outro exemplo é o homus, a pasta feita de grão de bico, além de conter B6, é rica em triptofano. O resultado no metabolismo é o aumento da produção de melatonina, que melhora a qualidade do sono. 

O que evitar em horários próximos ao sono da criança?

De modo geral, a ideia é evitar os alimentos estimulantes, que impedem o cérebro de relaxar, deixando as crianças alertas e energéticas. 

Exemplos disso são as refeições ricas em proteínas. Portanto, evite oferecer ao seu filho no jantar carne vermelha ou outras fontes ricas nesse nutriente. Açúcares também podem atrasar o sono. Algumas crianças, aliás, são bastante sensíveis a nesse componente em sua dieta.

Assim, podendo agravar problemas como hiperatividade, nervosismo, irritabilidade e pouca concentração, todos os fatores que podem levar a problemas no sono. Além disso, os alimentos estimulantes e de difícil digestão prejudicam o sono da criança.

Entre eles estão: bebidas cafeinadas, chocolates, comidas gordurosas, suco de laranjas e outras bebidas cítricas, alimentos com aditivos e conservantes artificiais, carboidratos simples (arroz branco, batatas, pão branco, farinhas refinadas em geral), açúcares refinados e bebidas carbonadas (como refrigerantes). 

Agora que você já sabe quais alimentos evitar ou não, a fim de garantir um bom sono da criança, que tal espiar as opções do cardápio da Liv Up? Oferecemos refeições saudáveis, práticas e nutritivas. 

Você vai gostar de ver…

déficit calórico dos alimentos

Déficit calórico: como funciona a fórmula das calorias

Quem quer emagrecer certamente já esbarrou por aí no conceito de déficit calórico, até porque é impossível perder peso sem ele. Entender essa relação entre as calorias ingeridas e as

refeição cardápio para o dia a dia

Cardápio para o dia a dia: 20 receitas pra experimentar

Quando o assunto é alimentação saudável, um dos grandes desafios é elaborar um cardápio para o dia a dia que reúna refeições práticas, mas também saborosas. Afinal de contas, a

iogurte saudável com frutas

Iogurte saudável: como escolher o melhor

Saboroso, versátil e bem equilibrado, o iogurte saudável é uma opção queridinha na hora de montar um cardápio bacana. Vai bem com frutas, com granola, em molhos para saladas e

Permissão de cookies

Coletamos informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para melhorar o funcionamento das páginas, mensurar a audiência e oferecer uma melhor experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.