Mudando sua alimentação

Castanha-de-Caju: Por que ela é tão importante?

agosto 27, 2018

Você sabia que a castanha-de-caju é uma grande aliada para o funcionamento do corpo? Ela é fruto do cajueiro, uma planta originária da região nordeste do Brasil.  A castanha é composta por diversos nutrientes fundamentais para o corpo humano, além de ser bastante saborosa.

Presente no grupo das oleaginosas, assim como as nozes, avelãs e amêndoas, a castanha-de-caju pode ser útil tanto como fonte de energia antes do exercício físico ou como um ingrediente no pós-treino. Ela pode ser servida com uma salada, iogurtes e até mesmo sozinha como um snack saudável para a tarde.

Rica em nutrientes?

Entre os nutrientes concentrados na castanha-de-caju e que são essenciais para o ser humano, estão vitaminas do complexo B e vitamina C, além de minerais como potássio, ferro, cobre, cálcio, sódio, zinco, magnésio e selênio. Mas como todos esses nutrientes podem nos ajudar? Separamos alguns exemplos para você:

Magnésio: Importante na geração de energia para o corpo, na síntese de proteínas e no metabolismo da glicose, a falta de magnésio pode acarretar problemas físicos. Eles estão relacionados principalmente com contratações musculares, por exemplo.

Potássio: quantidades adequadas de potássio no nosso organismo beneficiam a saúde muscular, óssea, nervosa e circulatória.

Sódio: o sódio atua em quase todas as funções vitais no organismo humano, como a condução dos impulsos nervosos e a prevenção da contratação muscular. Mas, atenção! O excesso deste mineral pode resultar pressão alta.

Ferro: outro mineral presente em diversos alimentos, como na castanha-de-caju, é o ferro. Assim como os minerais citados anteriormente, ele é essencial para o funcionamento do organismo dos seres humanos. Além de atuar no transporte de oxigênio no organismo, ele faz parte das enzimas que atuam no processo de respiração celular.

Zinco: sem muitas novidades, caro leitor. Adivinha? Sim, o zinco também é importante para a saúde e para o bem-estar do organismo humano. Com diversas funções dentro do corpo, uma das suas principais é garantir o funcionamento normal do sistema imune. A falta deste mineral afeta de maneira direta o número de células de defesa do corpo, os chamados glóbulos brancos.

Onde comprar a castanha-de-caju? 

De fato, a castanha-de-caju não vai faltar no potinho da sua casa. Com tantas opções de lugares para compra, o consumidor pode avaliar preços e quantidades antes de adquirir o melhor produto. Mercados, atacadão, quiosques especializados e até mesmo online são algumas das possibilidades.

Por que ela é vendida torrada?

E para produzir a castanha? Não é tão simples como parece. Quem é fã da castanha-de-caju já reparou que ela é vendida sempre torrada, certo? Mas por que? O motivo principal é eliminar uma toxina chamada Urishiol, presente em uma das cascas da castanha – ela é composta por uma casca dupla.

Além de irritar a pele, esta substância pode ser até letal, dependendo da quantidade e do quão sensível é o organismo do consumidor. Por essas razões, a castanha passa por um processo de aquecimento para eliminar a toxina.

Lembre-se: tudo em excesso faz mal

Aposto que em algum momento da vida, você já escutou o bom e velho ditado: tudo em excesso faz mal. E é verdade!

Nos esportes, por exemplo, o dia do descanso é fundamental antes de retomar algum treino físico. Nas planilhas de treinamento, principalmente para corredores, não é difícil encontrar o famoso day off em pelo menos dois dias por semana. Na academia, nem aquele seu amigo mais dedicado e fitness malha o mesmo músculo dois dias seguidos.

Na alimentação, isso não é diferente. Apesar de muito saudável, a castanha-de-caju também pode ser um inimigo na sua balança. Para ser consumida de maneira moderada, a porção recomendada para o dia a dia não deve ultrapassar 10g, o equivalente a cinco unidades.

Vale ressaltar, que esta quantidade é apenas uma média e que cada corpo tem uma maneira de balancear a dieta e de suportar uma determinada quantidade de calorias sem afetar o peso.

 

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up