Alimentação Saudável

Comida saudável vs Fast Food: quem vence a batalha?

dezembro 3, 2019
comida saudável ou fast food?

Quando o assunto é o embate entre comida saudável e fast food, é certo que haverá torcida para os dois. Uns são adeptos da alimentação balanceada, observando sempre a qualidade dos alimentos e os benefícios que eles podem proporcionar à saúde. Outros preferem a praticidade dos lanches rápidos e não se importam muito com a composição do alimento: o importante é saciar a fome.

É comum ouvir por aí que a onda da comida saudável está na moda. De fato, houve um boom nos últimos anos de restaurantes que decidiram investir numa alimentação mais nutritiva, mas isso está longe de ser modinha. Aliás, a moda é e sempre foi comer bem, apenas esquecemos disso em alguns momentos.

O investimento de muitos empreendedores na qualidade da alimentação da população faz sentido. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 50% da população tem excesso de peso, problema causado principalmente pela má alimentação. A obesidade é uma doença crônica que pode predispor a doenças como diabetes, gordura no fígado e doenças cardiovasculares. Portanto, mudando a alimentação, é possível reduzir a chance do aparecimento dessas doenças e viver melhor!

A importância de uma alimentação saudável

São inúmeros os motivos para mudar os hábitos alimentares e optar por alimentos nutritivos e de qualidade. Nosso corpo precisa diariamente de vitaminas e minerais para funcionar perfeitamente, e eles são encontrados nos alimentos de qualidade que colocamos à mesa. Além disso, quem opta por uma comida saudável e deixa os fast foods de lado é menos suscetível a doenças como obesidade – a grande epidemia atual –, diabetes, hipertensão, câncer, entre outros.

Mas, por que vale a pena optar por uma comida saudável, mesmo na correria do dia a dia? Confira os principais benefícios:

Ajuda a emagrecer com saúde

Além de auxiliar na diminuição do peso, a alimentação saudável colabora com a manutenção dele. Dietas muito restritivas podem ocasionar o efeito sanfona.

Aposte na reeducação alimentar

A grande diferença da reeducação alimentar para as dietas da moda é que a reeducação te ensina a comer de uma maneira mais saudável, sem a necessidade de fazer mudanças drásticas no cardápio. Outro ponto importante é que a reeducação alimentar não proíbe nenhum alimento, ou seja, tudo bem se você comer uma massa aqui, um doce acolá. Sem exageros, tudo é possível!

Alimentos que melhoram o humor

Comer nos deixa felizes, por isso aproveite para acrescentar os alimentos a seguir no seu cardápio diário: eles ajudam a produzir mais serotonina, neurotransmissor que atua no cérebro regulando o apetite, sono, batimento cardíaco, humor e temperatura corporal. Confira alguns:

  • Frutas como melancia, abacate, limão e banana: elas contêm triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina;
  • Aveia e centeio: ricos em vitaminas do complexo B e vitamina E, melhoram o funcionamento do intestino e combatem a ansiedade e depressão;
  • Leite e iogurte desnatado: fontes de cálcio, mineral que ajuda a reduzir e controlar a irritabilidade;
  • Ovos: fontes de tiamina e niacina, que colaboram com o bom humor;
  • Castanhas e nozes: são ricas em selênio, mineral importante para a prevenção e tratamento de depressão e redução do estresse;
  • Peixes: salmão, truta, sardinha e atum, por exemplo, possuem gorduras essenciais, como o ômega 3, que protegem a estrutura da membrana celular e neurônios;
  • Chocolate com 70% de cacau: estimula a liberação de serotonina, endorfina e teobromina, substâncias que melhoram a disposição e o humor.
  • Comida com (muito!) sabor!

A comida saudável ainda é sinônimo de comida sem sabor, restritiva e composta apenas por verduras e legumes. Infelizmente, esse é um dos mitos que os nutricionistas, médicos e demais profissionais da saúde ainda enfrentam quando sugerem ao paciente uma mudança na alimentação.

Vale lembrar que comida saudável tem, sim, mais verduras e legumes no prato, mas também tem carboidrato, gordura, proteína e, acima de tudo, variedade. Ou seja, basta saber montar o prato de acordo com as necessidades nutricionais, sempre buscando orientação de um profissional especializado.

A recomendação é que no seu prato tenha sempre pelo menos cinco cores diferentes: quanto mais colorido o prato, mais nutritivo ele é. Nas preparações, reduza o sal e aposte em temperos naturais como manjericão, orégano, pimenta do reino, alho, cebola, limão, tomilho, salsa, páprica, gengibre, cúrcuma, entre outros. Sabor não vai faltar!

Sem complicação!

A comida saudável não precisa ser cheia de entraves em relação à escolha dos alimentos, muito menos precisa de um toque gourmet para se parecer com os pratos divulgados pelos influencers nas redes sociais. Com o auxílio da internet, hoje é bem mais s, rápidas e nutritivas. Use e abuse da tecnologia para criar preparações variadas e criativas.

“Poupança” para a saúde

Em uma disputa entre comida saudável e fast food, é até possível pensar que comer bem sai perdendo em alguns aspectos, principalmente no sabor. Mas, o erro está aí: é possível sim comer bem e com equilíbrio sem abrir mão do prazer ao comer.

Se a sua alimentação é baseada apenas em fast foods, mais cedo ou mais tarde a conta irá chegar, seja pelo déficit nutricional, ganho de peso, doenças, falta de disposição, entre outros. Por isso, fique com a comida saudável vencedora e comece desde já a sua “poupança” para o futuro, alimentando-se melhor, praticando atividade física e cuidando também da saúde emocional.

Afinal, optar pela comida saudável não é tão difícil assim. Basta entender que nosso organismo precisa de bons nutrientes, que não são encontrados em fast foods, frituras e produtos industrializados. Se você quer mudar sua alimentação, a Liv Up está aqui para te ajudar. Confira em nosso site nossas opções de pratos, kits e porções individuais e invista na sua saúde.

You Might Also Like

Vamos conversar?

Entre por uma das redes sociais ao lado para comentar!
Scroll Up