Sustentabilidade

Como funciona o plástico verde? Ele é biodegradável?

março 4, 2020
plástico verde

O uso do plástico é cada vez mais comum no nosso cotidiano. Não adianta tentar fugir: nas prateleiras de supermercados, farmácias, bares e restaurantes, ele sempre se faz presente. Por ser um dos maiores vilões do meio ambiente, surgem alternativas para atenuar suas consequências como o plástico verde.

O real problema que esse material causa, é o tempo que ele leva para “desaparecer”. O tempo médio para a decomposição do plástico na natureza é de 400 anos, período longo demais para que a proporção de descarte e decomposição seja sustentável. Pensando na sustentabilidade do meio ambiente e dos negócios, as empresas estão cada vez mais em busca de alternativas à esse material.

Você já deve ter ouvido falar das sacolas reutilizáveis e canudos biodegradáveis, mas, e sobre o plástico verde? Se você não ouviu falar sobre ele, com certeza já o utilizou. As famosas sacolinhas verdes e cinzas distribuídas na maioria dos supermercados são produzidas a partir dele. 

O que é plástico verde?

Desenvolvido no Brasil pela empresa Braskem em 2010, o plástico verde é uma alternativa sustentável, produzido a partir da cana-de-açúcar. Por ser uma matéria-prima totalmente renovável, ela se opõe ao plástico comum que é derivado do petróleo, fonte poluente ao meio ambiente. 

Em linhas gerais, o plástico verde é um polietileno que gera menor impacto ambiental. Derivado do etanol, sua constituição é similar à do polietileno comum. Ambos possuem as mesmas características, desempenho e multiplicidade de aplicações. Porém, por ser proveniente de uma matéria-prima de fonte renovável, torna-se menos nocivo à natureza.  

Qual a diferença entre o plástico comum e o plástico verde?

A principal diferença entre eles é sua composição química. Por possuir as mesmas propriedades físicas do polietileno convencional, não é nem possível identificar uma diferença visual ou tátil entre os dois plásticos. Apenas com uma datação de carbono, técnica utilizada por cientistas, é possível distingui-los e, por isso, suas aplicações também são as mesmas.

O plástico verde é biodegradável?

Apesar de ser considerado um bioplástico ou biopolímero, de acordo com a definição da European Bioplastics Association, associação que representa os interesses da próspera indústria de bioplásticos da Europa, o plástico verde não é considerado biodegradável. Surpreso? 

Este é um ponto negativo em termos de sustentabilidade. Tal como o plástico comum, o plástico verde é considerado um material reciclável, o que por si só já o descaracteriza como biodegradável, ou seja, que não é degradado por microrganismos. 

Logo, o plástico verde deve ser descartado da mesma maneira que o plástico comum: sendo encaminhado para reciclagem, uma vez que ambos possuem o mesmo procedimento para o reaproveitamento.

O que torna o plástico verde mais sustentável é o fato de que, sua produção não só não produz gás carbônico, como também o absorve da atmosfera, diminuindo o impacto para o aquecimento global.

Se quiser ficar por dentro de outras questões voltadas à sustentabilidade e meio ambiente, confira nossos posts do blog sobre o assunto.

You Might Also Like

Vamos conversar?

Entre por uma das redes sociais ao lado para comentar!
Scroll Up