Mudando sua alimentação

Conheça 6 benefícios da comida orgânica

maio 15, 2019

As técnicas utilizadas na produção de grãos, vegetais, carnes, leite e até mesmo ovos orgânicos têm o objetivo de manter sua qualidade e respeitar o planeta. É por isso que esse tipo de alimento é uma tendência cada vez mais forte no mundo todo.

Pois é, dizem por aí que os orgânicos são mais saudáveis e ajudam na preservação do meio ambiente, mas esses alimentos tem mais benefícios que talvez você não conheça.

Pra saber mais sobre o assunto, selecionamos 6 vantagens de se consumir comida orgânica neste post. Dá só uma olhada.

1. É mais saudável

O Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking mundial de uso de agrotóxicos desde 2008. Isso equivale a um consumo de 5 quilos desses defensivos por pessoa, a cada ano, o que é muito preocupante.

Enquanto isso, na produção de comida orgânica não são utilizados agrotóxicos, pesticidas, hormônios ou antibióticos. Dessa maneira, os alimentos são naturais, limpos e, consequentemente, mais saudáveis.

Um estudo francês analisou a alimentação de 69 mil pessoas durante 5 anos e concluiu que quem consome alimentos orgânicos tem 25% menos chances de desenvolver câncer, por exemplo. Já pensou?

2. Contém mais antioxidantes

Os antioxidantes são elementos que combatem o envelhecimento precoce. E os alimentos orgânicos contêm mais dessas substâncias tão poderosas, sabia?

Uma pesquisa brasileira publicada em 2010, que analisou alface, almeirão e rúcula, plantados parte de forma orgânica, parte de forma convencional, na mesma horta, teve resultados que comprovaram esse fato, mostrando que isso não é balela.

3. É sustentável

A agropecuária orgânica causa menos impacto ambiental em função, entre outros fatores, da menor exploração de recursos como o próprio solo. Ao trabalhar o terreno de forma natural, ela evita seu desgaste, permitindo que o solo continue fértil e rico.

Por outro lado, na modalidade convencional, vemos um uso contínuo, extensivo e agressivo da terra, que fica empobrecida e necessita de cada vez mais fertilizantes e outros químicos pra se manter produtiva.

Além disso, o solo tratado com matéria orgânica tem mais nutrientes, o que favorece o desenvolvimento de vegetais mais saudáveis e resistentes. Sendo assim, as colheitas são mais fartas e melhores.

O cultivo orgânico ainda mantém a boa qualidade da água e de toda a rede fluvial, já que não usa componentes contaminantes. E tem mais: um dos adubos utilizados nessa forma de cultivo é resultado do processo da compostagem de alimentos, o que acaba diminuindo o volume de lixo e de desperdício.

4. Preserva o meio ambiente

No caso dos alimentos orgânicos, além da questão da redução dos poluentes, há toda uma preocupação em não causar danos à natureza, ajudando a preservar até mesmo a fauna e a flora do entorno. Do contrário, o desequilíbrio provocado poderia afetar toda a cadeia alimentar local e levar ao desaparecimento de espécies importantes — o que afeta a todos nós de diversas maneiras.

Você sabia, por exemplo, que as populações de abelhas polinizadoras vêm declinando devido ao uso de pesticidas, da poluição e de mudanças climáticas, entre outras razões? Esse sumiço pode arriscar de 5% a 8% da produção agrícola do mundo inteiro, incluindo culturas como o café e o cacau. Já imaginou suas manhãs sem esses itens?

5. É mais saborosa

Nada é melhor do que o sabor natural dos alimentos, não é mesmo? Muita gente consegue perceber a diferença no gosto dos orgânicos em comparação aos produtos convencionais.

Isso acontece porque, na produção orgânica, não são utilizadas substâncias que aceleram o amadurecimento dos vegetais e o crescimento dos animais. Sendo assim, a comida preparada com esses ingredientes cresce no seu tempo, concentrando os nutrientes de um solo mais rico e seus próprios componentes, fazendo com que ela fique mais gostosa.

6. Fortalece a agricultura familiar

Segundo a revista Safra, a agricultura familiar é a principal responsável pelo aumento da produção de alimentos orgânicos no país. Fortalecer esses pequenos produtores, portanto, é uma maneira de manter a oferta de itens bons, limpos e com preços justos, além de gerar mais renda para essas famílias e contribuir com o impacto social positivo.

E não para por aí! Olha só que interessante: um estudo de 2011 publicado na Revista Brasileira de Agroecologia conseguiu relacionar a agricultura familiar orgânica à melhor qualidade de vida dos produtores. Ou seja: além de proporcionar renda, incentivar a produção de comida orgânica resulta em benefícios para a saúde e o bem-estar de quem a cultiva.

Com tantos dados e notícias, não dá pra negar que a comida orgânica é cheia de benefícios, relacionados a um prato mais saudável, nutritivo e saboroso, à preservação do planeta e uma dinâmica social mais positiva. Por isso, faz bem dar preferência a quem utiliza alimentos orgânicos em suas preparações, como é o nosso caso — sabia que aproximadamente 50% dos vegetais das nossas receitas são orgânicos? É bom para o planeta e faz bem pra você!

Sabe o que mais é bom? Deixar seu comentário aqui! Assim, você ajuda a gente a produzir conteúdos cada vez mais bacanas. Que tal?

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up