Couve kale e seus benefícios: por que ela está em alta?

couve kale para receitas

A couve kale, reconhecida como um superalimento, já é bastante famosa na América do Norte. No entanto, vem conquistando o restante do mundo pelo seu ótimo teor nutricional. Além de super saudável, é também um ingrediente versátil que possibilita uma alimentação mais diversificada, sendo utilizada em sopas, cremes, quiches, saladas, massas e até snacks. 

Fugir de uma alimentação monótona é importante para obter maior variedade de nutrientes e antioxidantes. Além disso, você desfruta de novos sabores, tornando o momento da refeição ainda mais prazeroso.

Pra você ficar por dentro e descobrir tudo sobre a couve kale, explicaremos a seguir qual a diferença dessa variedade, quais são seus nutrientes, benefícios pra saúde e como você pode inseri-la na sua alimentação.

O que é a couve kale?

Diferenciar uma variedade específica de verduras pode não ser uma tarefa tão fácil. Existem, no entanto, alguns detalhes que ajudam a distinguir os diferentes tipos de folha. No caso da couve kale, o tom verde escuro é bastante semelhante ao da couve manteiga. O grande diferencial da kale é sua folhagem crespa, enquanto a couve manteiga apresenta folhas mais largas e lisas.

Quais são os benefícios da couve kale? 

Para ser considerado um superalimento, é necessário conter nutrientes e compostos que proporcionam diversos efeitos positivos ao organismo, esse é o caso da couve kale. Antes de tudo, por conter uma boa quantidade de cálcio, seu consumo é particularmente importante para quem segue uma alimentação vegetariana ou vegana.

Saúde intestinal 

Por ser uma ótima fonte de fibras alimentares, a couve kale é uma grande aliada do intestino, favorecendo a saúde da microbiota e o correto trânsito intestinal. A folhagem também ajuda a promover maior sensação de saciedade, além de colaborar com o processo de digestão dos alimentos. Resumindo, alimentos ricos em fibras auxiliam no equilíbrio e funcionamento do corpo como um todo.

Rica em vitamina C

Outro ponto positivo da couve é a sua quantidade significativa de vitamina C. Esse nutriente fortalece a imunidade, alivia o estresse metabólico, além de auxiliar na absorção de ferro (por isso, a couve e o feijão são uma duplinha de sucesso!).

Alto teor de cálcio

Além de colaborar com a absorção de ferro, também contém boas quantidades desse mineral e outros, como cálcio. Isso porque em apenas 100g do alimento, contém 1,7mg de ferro e 135mg de cálcio, contribuindo para um aporte diária maior desses e outros nutrientes também.

As vitaminas A e E presentes em sua composição também apresentam função antioxidante. Isso quer dizer que ajudam no combate aos radicais livres e evitando o envelhecimento precoce das células. Por fim, a vitamina K, presente na couve kale, atua no processo de coagulação do sangue e na fixação do cálcio no organismo.

Como preparar a couve kale? 

Por conta do seu sabor neutro, a couve kale pode ser servida crua, refogada, cozida ou assada, fazendo parte de diversos tipos de pratos. Em suma, o uso mais conhecido é a salada de couve kale. Para isso, basta higienizar as folhas com capricho e usar de base nas suas saladinhas favoritas. Combina muito bem com tomate, cenoura ralada, palmito e pepino. Um molho de mostarda também pode acompanhar.

Outro uso bacana é o snack de couve kale, isso porque suas folhas são bem firmes, o que favorece para servir em forma de chips. Além de ser petisco saudável, é fácil preparar:

Chips de couve kale

Para os ingredientes, a base é a couve e temperinhos como complementos, veja só:

  • Couve kale crespa (1 unidade)
  • 1 Colher de sopa de azeite de oliva
  • Pimenta preta moída à gosto
  • 1 colher de chá de alho em pó
  • 1 Colher de chá de páprica

Modo de preparo:

  1. Pré aquecer o forno a 180°C
  2. Separar as folhas dos caules
  3. Higienizar e secar as folhas
  4. Adicionar e misturar os temperos
  5. Colocar em uma forma
  6. Levar ao forno por cerca de 5 a 10 minutos
  7. Verificar se estão crocantes
  8. Deixa esfriar e consumir

A couve kale também faz bonito em pratos principais, ainda mais quando refogada com alho e cebola no azeite de oliva. Esse refogado pode ser utilizado em quiches, tortas e massas frescas. Contudo, você também pode preparar um pesto com folhas de kale. Em um processador, triture a couve com azeite, nozes, parmesão e temperinhos à gosto. Por fim, esse molho pode ser usado em massas e aperitivos.

Mas não para por aí! Também é possível usá-la em preparos mais alternativos, por exemplo, um green shakshuka e até mesmo no suco verde.


Denise Cardoso

Nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo e Pós-graduada em Nutrição Vegetariana. Atualmente, em curso profissionalizante de Natural Chef.

Você vai gostar de ver…

ultraprocessados

Alimentos ultraprocessados: como identificar e substituir

Vivemos em uma era em que os alimentos ultraprocessados são praticamente onipresentes. Em muitos casos, fica ainda mais difícil passar longe deles, pois existem industrializados com roupagem de “comida saudável”. 

fome emocional

Fome emocional: como mudar sua relação com a comida?

Sabe aquela história de comer por ansiedade ou descontar um dia estressante num docinho? Então, ela tem nome. A fome emocional, muitas vezes desencadeada por sentimentos, pode impactar nossos hábitos

receitas do tik tok viral

Viralizou: 10 receitas do Tik Tok pra testar em casa

No universo culinário das receitas do Tik Tok, a criatividade e a simplicidade andam de mãos dadas. Não é de hoje que nas redes sociais, especialmente no TikTok, chefs amadores

Permissão de cookies

Coletamos informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para melhorar o funcionamento das páginas, mensurar a audiência e oferecer uma melhor experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.