Food art: o que é e como fazer em casa

food art

Apesar de ter se popularizado mais recentemente, com as redes sociais, a food art é uma ideia com alguns séculos de idade. Essa técnica criativa, que mistura arte e comida, é uma ótima maneira de incentivar as crianças a comerem de forma mais saudável.

De florestas feitas de brócolis a paisagens criadas com doces, a food art lembra que existem diversas maneiras de ser criativo quando o assunto é alimentação. E que, às vezes, não é errado brincar com comida.

 O que é food art?

Em suma, a food art é uma técnica de preparo de refeições que casa duas áreas: culinária e técnicas artísticas. Usando muita criatividade, ela propõe a criação de pratos coloridos, divertidos, e que chamam a atenção pelo visual. 

Usando arroz, chocolate, salmão e grãos como ferramentas, por exemplo, é possível criar verdadeiras obras de arte gastronômicas. 

Não é de hoje que o universo da comida e da arte se misturam. Desde as pinturas rupestres os alimentos são usados como tanto como ingrediente, como fonte de inspiração. Durante o Renascimento, Giuseppe Arcimboldo pintou retratos caprichosos, semelhantes à quebra-cabeças, nos quais os traços faciais eram compostos de frutas, vegetais e flores.

Suas obras são famosas até hoje. Mais recentemente, no século XX, o artista Filippo Tommaso Marinetti lança um marco da art food, o livro The Futurist Cookbook. A publicação é uma espécie de manifesto que pensa a preparação e no consumo de alimentos como arte.

Quais os benefícios da food art para crianças?

Os pratos de food art são comidas que contam história. A ideia, então, é trazer mais criatividade na hora de cozinhar e tornar a rotina mais divertida. Apesar da correria do dia a dia, vale à pena dedicar um tempinho para experimentar algo novo, certo? Para as crianças, principalmente, essa ideia é um prato cheio. Em suma, essa técnica pode ajudar os pequenos de duas formas:

Trazendo as crianças para a cozinha

Ensinar as crianças a fazer tarefas na cozinha desde cedo, não deixa apenas seu futuro mais prático, como gera diversos benefícios a sua formação. Primeiramente, há o desenvolvimento de hábitos saudáveis. Principalmente, considerando os índices de obesidade infantil cada vez maiores.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Alberta, do Canadá, crianças que cozinham ou ajudam no preparo das refeições se alimentam melhor. Isso porque, cozinhando, elas aprendem sobre os ingredientes, seu valor nutritivo e como as refeições são preparadas. Além disso, entendem desde cedo como selecionar alimentos e como reaproveitá-los, evitando desperdícios. 

Outra vantagem de incluir as crianças na cozinha é criar uma associação entre alimento e prazer. Isso é importante para os seres humanos, pois o ato de alimentar vai além de necessidades nutricionais. Afinal de contas, a alimentação humana é ainda uma questão cultural, que envolve socialização e felicidade. Isso é chamado pelos especialistas de comensalidade.

Existem outros benefícios em familiarizar as crianças com a cozinha. Entre eles, cozinhar ajuda na coordenação motora, estimula a experimentação de alimentos, trabalha a cooperação, uso da criatividade e resolução de problemas. Além disso, desenvolve a capacidade de foco e concentração, bem como a memória e paciência. 

Tornando alimentos mais atrativos

Quem nunca teve dificuldade em oferecer um alimento novo, como espinafre, a uma criança? Usar a food art pode ser uma boa estratégia para inserir ingredientes na alimentação. Assim, um alimento com o qual a criança tem preconceito pode perder o ar assustador se utilizado num prato colorido e criativo.

Isso ocorre porque a aparência da sua comida é uma parte bem importante do prazer de comer. Então, se você conseguir transformar seu macarrão de legumes em uma obra de arte única, ou mesmo montar uma paisagem elaborada de alimentos saudáveis, dificilmente a criança se negará a pelo menos experimentar.

Dicas para fazer food art

Que tal se aventurar pelo mundo colorido da food art? Elencamos algumas dicas que podem te ajudar a desenvolver seu processo criativo usando comida:

Busque referências e inspirações

Atualmente, umas das figuras mais conhecidas nas redes sociais pela food art é a malasiana Samantha Lee. Mãe dois filhos, ela virou um fenômeno na internet ao postar fotos das lancheiras de seus filhos no Instagram. 

O que antes era um ato de criatividade materna, rapidamente se tornou um fenômeno global. Lee publica fotografias e instruções para pessoas interessadas em seu perfil. Dos minions aos clássicos personagens da Disney, suas obras de arte gastronômica são sempre alegres e frescas. E o mais importante, são feitas com ingredientes saudáveis.

Uma dica boa é juntar referências de comida criativa para começar inserir essa técnica no seu dia a dia. Então que tal se inspirar nas criações de Samantha para iniciar sua aventura na food art? Além da asiática, outros perfis famosos se destacam como o artista inglês Carl Warner e a norueguesa Ida Skivenes

Deixe a criatividade fluir 

A ideia, principalmente se você vai levar as crianças pra cozinha, é deixar a imaginação solta. Comece utilizando os alimentos que seu filho gosta, e misture com aqueles que são novidades para o paladar. Divirta-se fazendo sua comida. Não precisa ser perfeito, apenas precisa ser criativo e chamar a atenção.

Deixe também as crianças se envolverem. Esqueça a velha frase: “não brinque com a comida”. Afinal de contas, desde que eles comam e não haja desperdício, não há problemas. 

Comece pelo mais simples 

Montar um prato com todos os personagens dos contos de fada pode parecer uma tarefa impossível. Por isso, comece sempre por ideias mais simples, como desenhar um rostinho em uma panqueca ou montar um coelhinho feitos com ovos

Tenha uma ideia aproximada do que você deseja criar antes de começar. Tente fazer um esboço, use um desenho infantil ou encontre uma imagem de referência, como citamos. Pode ser uma paisagem, um retrato, uma bichinho ou um apenas formas geométricas.

Depois de ter a ideia em mente, pense nos alimentos que você gostaria de usar. Observe as formas e cores do seu desenho ou imagem de referência e pense em ingredientes semelhantes a essas formas e cores.

Ficou inspirado? Dá um play no vídeo abaixo e confira o passo a passo de algumas art foods feitas com frutas para deixar a rotina das crianças mais saudável:

Botando a mão na massa

Lave bem as mãos antes de manusear os ingredientes ou use luvas de borracha para que os alimentos possam ser consumidos após a criação.

Uma boa dica é fazer a sua food art dentro de algum tipo de quadro. Uma tábua de cortar, uma folha de papel alumínio, uma bandeja ou prato, por exemplo. Pode ter qualquer formato, desde que você tenha uma moldura para trabalhar. Isso ajudará você a compor melhor a imagem.

Certifique-se de ter em mãos objetos como pinças e tesouras antes de começar. Forminhas e palitos também são muito úteis para juntar as coisas e criar formatos. Use também um pincel pequeno para adicionar um pouco de água ou azeite aos ingredientes que estão secando.

Aposte no colorido da food art 

Tente obter o máximo de cor e textura na sua composição. Os ingredientes alimentares podem oferecer uma ampla paleta para fazer arte. Portanto, tente explorar as muitas possibilidades. 

Tente fazer com que seus ingredientes pareçam apetitosos. Se você cozinhar verduras como brócolis ou feijão, mergulhe-as em água gelada depois de drená-las na água fervente. Isso trará sua cor de volta com grande intensidade.

Quando a obra de arte estiver concluída, fotografe-a do melhor ângulo e verifique se a luz está favorecendo. Ter uma boa fotografia será uma ótima lembrança de seus esforços e serve como um lembrete de quanto você pode se divertir com a comida antes de realmente comê-la. Ah, e se for postar nas redes sociais, não deixe de marcar a Liv Up.

Você vai gostar de ver…

déficit calórico dos alimentos

Déficit calórico: como funciona a fórmula das calorias

Quem quer emagrecer certamente já esbarrou por aí no conceito de déficit calórico, até porque é impossível perder peso sem ele. Entender essa relação entre as calorias ingeridas e as

refeição cardápio para o dia a dia

Cardápio para o dia a dia: 20 receitas pra experimentar

Quando o assunto é alimentação saudável, um dos grandes desafios é elaborar um cardápio para o dia a dia que reúna refeições práticas, mas também saborosas. Afinal de contas, a

iogurte saudável com frutas

Iogurte saudável: como escolher o melhor

Saboroso, versátil e bem equilibrado, o iogurte saudável é uma opção queridinha na hora de montar um cardápio bacana. Vai bem com frutas, com granola, em molhos para saladas e

Permissão de cookies

Coletamos informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para melhorar o funcionamento das páginas, mensurar a audiência e oferecer uma melhor experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.