Bem-estar

Imunidade baixa? Saiba o que fazer para evitar esse problema!

abril 30, 2019

Você tem ficado doente com frequência? Percebeu que qualquer resfriado te derruba? Isso pode ser sinal de imunidade baixa. Você sabe o que isso significa?

Nosso sistema imunológico, responsável pelas defesas do organismo, pode ser influenciado por vários fatores. Muitos deles estão diretamente relacionados ao nosso comportamento. Por isso, é importante saber mais sobre o assunto e, principalmente, cultivar hábitos que ajudem a criar resistência, pra você se manter firme e forte.

Ler este post, por exemplo, pode contribuir para o fortalecimento do seu sistema imunológico! Brincadeiras à parte, listamos uma série de dicas que podem, sim, ajudar você a evitar o mal-estar. Continue a leitura e aproveite!

O que é o sistema imunológico?

Também chamado sistema imune, esse complexo do nosso metabolismo é responsável pela defesa do corpo contra agentes agressores, como bactérias e vírus. Ele é ativado sempre que o corpo corre algum tipo de perigo, acionando uma reação em cadeia que envolve células, moléculas e outros componentes estruturais, incluindo alguns órgãos.

Sabe aquela vermelhidão e aquele calor que sempre aparecem em volta de um machucado? Eles são indícios de que o nosso sistema imunológico está trabalhando, combatendo micro-organismos que podem causar infecções. Pois é, são bons sinais!

Esse mecanismo é essencial pra evitar que as ameaças à nossa saúde possam, de fato, causar algum dano. Isso é fundamental pra nossa sobrevivência, então é bom se manter fortalecido.

Quais fatores influenciam na imunidade?

Pra começar, é importante mencionar que cada organismo reage da sua maneira. Isso significa que algumas pessoas são naturalmente mais resistentes do que outras.

No entanto, existem diversas condições que atrapalham nossa imunidade e impedem que ela funcione como deveria. É bom saber quais são pra evitá-las ao máximo e não deixar sua guarda baixa. Aqui vão alguns exemplos pra você se orientar:

  • estresse;
  • má alimentação;
  • sedentarismo;
  • insônia ou sono insuficiente;
  • exercícios físicos intensos;
  • maus hábitos, como o tabagismo e o consumo excessivo de álcool.

Como evitar a imunidade baixa?

Embora a genética tenha grande influência sobre a nossa imunidade, bons hábitos podem dar uma forcinha e manter nossas defesas lá em cima. Listamos algumas coisas que você pode fazer para ajudar o seu corpo.

Alimente-se bem

Com uma alimentação saudável e equilibrada, o organismo todo funciona melhor, inclusive o sistema imunológico. O cardápio ideal é variado, rico em alimentos in natura e, sempre que possível, orgânicos. Não precisamos nem lembrar que produtos cheios de aditivos químicos e açúcares refinados devem ficar de fora do cardápio, né?!

Além disso, alguns alimentos específicos são capazes de evitar a queda da imunidade. Ao fazer parte do seu plano alimentar, eles podem favorecer o sistema imunológico e manter seu funcionamento a pleno vapor.

Frutas ricas em vitamina C

Você provavelmente já ouviu falar que é bom tomar vitamina C pra afastar ou curar uma gripe, né?

A verdade é que essa vitamina não tem essa função — isso é mito! No entanto, ela ajuda o sistema imunológico a enfrentar vírus e outros agentes invasores por meio do seu potencial antioxidante, que é excelente.

Os antioxidantes são substâncias que combatem o envelhecimento precoce de todas as estruturas do corpo. Isso inclui, é claro, as células do sistema imunológico. Por isso, faz bem acrescentar frutas como morango, limão, laranja, tangerina e pitanga ao menu do dia a dia.

Amêndoas, nozes, castanhas e salmão

As oleaginosas e o salmão contêm ômega-3, uma gordura essencial para o organismo. Se consumida diariamente, ela contribui para o bom funcionamento geral. O bacana é que o ômega-3 também é um anti-inflamatório natural, que ajuda nosso “exército” a combater os agressores.

Cebola e alho

Quem diria que os temperos que usamos com tanta frequência também são ótimos para reforçar a imunidade? Enquanto a cebola é anti-inflamatória, o alho é antimicrobiano, e os dois formam uma dupla poderosa que ajuda o sistema imunológico na briga pela integridade do corpo. É por esse motivo que as avós recomendam o chá de alho para curar a gripe (não é que elas têm razão?).

Pratique atividades físicas

A prática regular de atividades físicas gera benefícios globais: previne enfermidades, ajuda no controle do peso, aumenta o condicionamento físico, melhora o sistema cardiovascular e, é claro, o imunológico — e essa lista segue.

Vale pontuar que os exercícios físicos podem estar ligados à baixa imunidade, mas isso só acontece no caso de atividades de alta intensidade, que levam à fadiga e ao estresse. As atividades moderadas, por outro lado, são só sucesso, porque aumentam o número de células de defesa e a performance do seu metabolismo.

Por isso, se você ainda não aderiu a nenhuma modalidade, escolha aquela que mais te diverte, entre tantas opções, e pratique pelo menos 30 minutos por dia — esse tempo é o mínimo pra que os benefícios sejam percebidos. Lembrando que é imprescindível consultar um profissional de educação física pra adequar seu esforço às suas condições, hein?!

Evite o estresse

A vida agitada e a correria do dia a dia são os principais responsáveis pelo nosso estresse. Essa condição aumenta a produção de cortisol, um hormônio que tem a função de baixar a imunidade para que a nossa defesa não ataque as nossas próprias células.

Isso significa que viver sob estresse pode deixar você doente sim, e esse é só um dos motivos pelos quais é bom evitar essa situação. Fazer atividades prazerosas, relaxar, meditar e tirar um tempo para si são maneiras de se manter saudável, inclusive mentalmente.

Durma bem

A insônia e o sono de baixa qualidade ou insuficiente também causam estresse — que, como você já viu, reduz a imunidade. Além disso, uma noite bem dormida é essencial para o descanso, a regeneração e a integridade de todas as funções do organismo.

Para conseguir essa proeza, na hora de dormir arrume a cama de modo bem confortável, faça uma refeição leve, leia um bom livro ou ouça uma música relaxante. Nada de aparelhos eletrônicos e smartphones: a luz emitida por eles engana seu cérebro, que não entende que já é hora de se desligar.

Abandone os maus hábitos

Maus hábitos como o tabagismo e o alcoolismo também estressam o corpo e reduzem a eficiência das nossas células de defesa. Aí já sabe: a imunidade vai lá embaixo! Se você tem algum desses dois vícios, que tal buscar ajuda profissional pra abandoná-los e ter mais qualidade de vida?

A baixa imunidade é responsável pelo aparecimento de problemas de saúde recorrentes e pela demora na sua solução. Pra ter mais resistência a esses inconvenientes, é preciso dar uma força extra para o sistema imunológico por meio de algumas atitudes simples, como essas que você acabou de ler.

Se você gostou de saber mais sobre o assunto, pode ir além e entender melhor como a alimentação pode ajudar esse sistema. É só aproveitar que você já está por aqui e ler nosso checklist com 10 alimentos pra comer quando a imunidade está baixa — com um suco de laranja em mãos, pra começar a pôr essas lições em prática. Vamos lá?

You Might Also Like

Vamos conversar?

Entre por uma das redes sociais ao lado para comentar!
Scroll Up