Alimentação Saudável

O que é colesterol alto e como o estilo de vida influencia?

abril 24, 2019

Você sabe o que é o colesterol alto? Ao contrário do que muita gente pensa, o colesterol é uma gordura necessária para o bom desempenho de diversas funções do nosso corpo. O problema começa quando ele está acima do limite.

A boa notícia é que, com uma alimentação saudável e bons hábitos de vida, é possível reduzir os níveis do colesterol ruim e aumentar os do bom. Quer saber como? A gente te conta já!

Afinal, o que é o colesterol?

O colesterol é essencial para o organismo. Ele está presente nas estruturas que compõem os tecidos e é usado para produzir alguns hormônios como a testosterona, o estrogênio e o cortisol, além da vitamina D e dos ácidos biliares, que ajudam na digestão da gordura. Pois é, ele é multifuncional e necessário — quem diria!

Mas, quando falamos em colesterol, a dúvida mais comum está ligada ao significado da sua classificação em “bom” ou “ruim”. Realmente pode ser confuso, e é por isso que decidimos falar um pouco mais sobre esses conceitos a seguir.

Colesterol ruim (LDL)

Ele é nomeado assim porque, em excesso, gruda nas paredes das artérias e contribui para o aparecimento de problemas cardiovasculares como aneurismas e até um infarto. Então é bom se ligar e cuidar pra que ele não fique acima do nível desejado.

Colesterol bom (HDL)

Por outro lado, o colesterol “bom” é a molécula que retira as placas de gordura formadas pelo acúmulo do tipo ruim nas artérias. Ou seja, ele faz uma espécie de faxina, que previne as complicações cardiovasculares. Por isso é tão importante mantê-lo nos níveis recomendados.

O que causa o colesterol alto?

O que causa essa condição, afinal? Todo mundo quer a resposta a essa pergunta pra evitar esse problema, né? Então conheça agora alguns fatores que influenciam no aumento dessa gordura.

Má alimentação

Você sabia que cerca de 70% de todo o colesterol é produzido pelo fígado, e que apenas 30% vêm da alimentação? Pois é! E essa produção não é de forma direta — comeu gordura virou colesterol. Não!

Mas sim, o consumo de gorduras pode contribuir com esse desequilíbrio e com a elevação dos níveis do colesterol ruim, como é o caso das trans e das saturadas. Já as do tipo mono e polinsaturadas, que vem de alimentos de origem vegetal, ajudam a melhorar os níveis do bom colesterol.

Sedentarismo

Todo mundo sabe que a falta de atividades físicas favorece o aumento do peso. Porém, muita gente desconhece que ela também desregula todo o nosso organismo, inclusive os mecanismos que controlam a produção do colesterol, fazendo com que os níveis aumentem. Portanto, mexa-se!

Tabagismo e alcoolismo

O cigarro e o excesso de álcool são responsáveis por modificar todo o metabolismo de diversas maneiras, incluindo o do colesterol. Um estudo feito pela Universidade de Londrina, no Paraná, apontou que jovens fumantes têm os níveis de colesterol ruim maior e do colesterol bom, menor que daqueles que não fumam — mais uma razão pra parar de fumar.

Genética

Nesse caso, o próprio organismo é responsável pelo descontrole na produção de colesterol. É uma condição hereditária que não pode ser mudada. Felizmente, dá pra controlar a situação por meio de medicamentos, além de bons hábitos de vida, claro.

Quais são os sintomas e como diagnosticar o colesterol alto?

É muito comum que pessoas com colesterol alto se assustem quando são diagnosticadas. Elas dizem que não sentem nenhum sintoma de que algo está errado com o corpo delas. E isso é até normal, já que essa condição não costuma apresentar nenhum sinal.

Mas então, como saber se tenho ou não o colesterol alto? Bom, a única forma de diagnosticar é por meio do exame de sangue que mede os níveis do LDL, HDL e colesterol total. Por se tratar de um problema silencioso, o ideal é repetir o exame com frequência pra ver se eles se mantém dentro dos índices aceitáveis ou não.

A periodicidade com que ele deve ser repetido é orientada pelo médico, dado que a condição de algumas pessoas pede intervalos menores do que de outras. A genética e os hábitos de vida são os fatores que determinam essa regularidade.

Como combater o colesterol alto?

Pelo que a gente falou sobre os fatores que elevam o colesterol, já dá pra saber que o estilo de vida está diretamente ligado aos níveis dessa gordura no sangue, certo?

Quanto mais saudável, melhores são os índices. E o contrário também acontece — quanto piores os hábitos, maiores as chances de apresentar colesterol alto, e isso ninguém quer.

Portanto, praticar atividades físicas ao menos 3 vezes por semana, parar de fumar e reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas são atitudes razoáveis e recomendadas pra quem quer controlar os níveis de colesterol.

Além disso, manter uma alimentação equilibrada também é fundamental nesse processo. Por esse motivo, trouxemos algumas dicas que vão te ajudar a prevenir e combater o colesterol alto.

Fibras

As fibras alimentares são compostos não absorvidos pelo organismo, mas são muito importantes pra saúde. Elas se dividem em solúveis e insolúveis: as primeiras formam um gel em contato com a água, enquanto as segundas aumentam de volume.

Independente da forma de atuação, ambas têm efeito na redução da absorção de gorduras dos alimentos pelo intestino. Dessa maneira, elas ajudam a reduzir os níveis de colesterol. Mas onde encontrá-las?

Elas estão presentes em vários alimentos conhecidos, como cereais integrais, leguminosas e hortaliças em geral, além das cascas das frutas e dos legumes.

Frutas, verduras e legumes

Esses vegetais contêm nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo, como é o caso das vitaminas e dos minerais. Uma alimentação rica nesses alimentos é capaz de regular a produção de colesterol, dentre tantos outros benefícios. Além disso, eles são fontes de fibras que, como a gente já te contou, ajudam nessa missão. E são muito gostosos!

Oleaginosas

As oleaginosas, como castanhas, nozes e amêndoas, são fontes de ômega-3 — um ácido graxo essencial que, entre outros benefícios, tem a capacidade de elevar o bom colesterol. Dessa forma, esses alimentos ajudam a neutralizar os efeitos do colesterol ruim.

Vale ressaltar que é muito importante se consultar com um médico pra monitorar tanto os níveis de colesterol como outros índices que afetam a nossa saúde. Somente um profissional é capaz de avaliar corretamente nossa situação e direcionar nossas atitudes pra aumentar a qualidade de vida e o bem-estar.

Então, não hesite em visitar o médico regularmente para os exames de check-up. Afinal, muitos problemas não apresentam sinais claros — como é o caso do colesterol alto, lembra?

Resumindo, o colesterol alto é uma condição em que há uma desproporção na produção dessa gordura pelo fígado, e os maus hábitos podem ser grandes responsáveis por essa alteração. Por isso, é importante ter um estilo de vida saudável, a fim de manter os níveis de colesterol controlados.

Agora que você já sabe tudo isso, que tal aproveitar que está por aqui e continuar a leitura pra conhecer os principais tipos de gordura? Dá até pra saber quais deles podem ajudar você a se cuidar, sabia? Então vamos lá!

You Might Also Like

Vamos conversar?

Entre por uma das redes sociais ao lado para comentar!
Scroll Up