Mudando sua rotina

O que são alimentos diuréticos e como eles atuam no nosso corpo?

janeiro 29, 2019

 

Sabia que a retenção de líquidos pode ser combatida com hidratação? Apesar de parecer contraditório, um dos meios mais eficazes de evitar inchaços no corpo devido ao excesso de fluidos é justamente manter o organismo hidratado. Os alimentos diuréticos são grandes aliados, pois têm alto teor de água.

Além disso, ajudam a controlar desequilíbrios na pressão arterial e são muito nutritivos. Tomate, melancia, cenoura e limão, entre outros que você verá neste texto, são ricas fontes de vitaminas, minerais e fibras. Por isso, acompanhe a leitura e conheça mais sobre os diuréticos!

Saiba o que são os alimentos diuréticos

Os alimentos diuréticos têm uma alta porcentagem de água em sua composição. Devido a isso, são ótimos na hidratação do corpo. Eles também ajudam o organismo na diurese — processo de produção de urina pelo rim. Para completar, são fontes de minerais importantes para o controle hídrico, como o potássio e o magnésio.

É por isso que são aliados no combate à retenção de líquidos, já que auxiliam na eliminação do excesso de água no organismo. Os rins também são os órgãos responsáveis por filtrar e descartar toxinas no corpo. Como esses alimentos estimulam seu funcionamento, contribuem para a limpeza do organismo.

Veja alguns alimentos diuréticos para incluir no cardápio

O consumo regular dos diuréticos na dieta é essencial para o equilíbrio dos líquidos no corpo. Por isso, veja quais são os principais e inclua-os no seu cardápio semanal!

Abacaxi

A água representa cerca de 85% da composição do abacaxi. O resto são fibras, vitaminas — principalmente a C —, minerais e enzimas, como a bromelina. Dessa forma, é um poderoso aliado no combate à retenção de líquidos e também das dificuldades intestinais.

Melancia

A melancia é um dos alimentos diuréticos mais conhecidos por essa função. Quase 90% da fruta é água, o que torna seu potencial de hidratação altíssimo. A composição também traz vitaminas do complexo B e C, cálcio, fósforo, potássio e magnésio. Esses dois últimos ajudam a equilibrar eletrólitos.

Pepino

Você certamente já ouviu falar que o pepino é bom para a pele, não é? Isso ocorre ele é rico em antioxidantes e protege as células contra os radicais livres. Além disso, o pepino restabelece funções do sistema linfático e ajuda a eliminar toxinas. Ele é muito recomendado para o tratamento de condições inflamatórias.

Tomate

Assim como a melancia, cerca de 90% do tomate é água. O fruto é uma fonte rica de antioxidantes, licopeno, vitamina C e selênio. Ele ajuda a manter os vasos sanguíneos saudáveis e protege o sistema cardíaco da hipertensão. O tomate também ajuda a equilibrar os níveis de eletrólitos no corpo.

Alface

A alface é outro alimento diurético poderoso. O vegetal é fonte de água e potássio, por isso ajuda a diminuir inchaços e contribui para o controle da pressão arterial. Ele também tem função calmante, tanto é que é conhecido por combater o estresse e a insônia.

Limão

O limão vai bem em saladas, doces, no tempero de carnes, em sucos, chás etc. Essa fruta curinga, além de muito saborosa, é conhecida por sua função diurética. Com alto teor de vitamina C, o limão também é um aliado da imunidade. A presença de cálcio, ferro, magnésio e potássio completa sua composição.

Entenda os benefícios dos alimentos diuréticos

Agora que você já conhece alguns alimentos diuréticos para incluir nas refeições diárias, entenda melhor os seus benefícios.

Combate ao inchaço

A retenção de líquidos ocorre quando o corpo armazena mais água que o ideal entre as células. O resultado disso é o edema, conhecido como inchaço. Os efeitos podem ser vistos principalmente nas mãos, pernas e pés. Por incrível que pareça, a maior culpada da retenção de líquidos é a falta de água.

Quando não recebe líquidos, o corpo começa a armazenar água para prevenir uma desidratação. Então, os diuréticos ajudam a combater o problema, pois promovem o equilíbrio hídrico. Ah, o consumo exagerado de sódio e o sedentarismo também contribuem para o problema.

Controle da pressão arterial

Um dos inimigos da pressão alta é o sal, embora ainda não seja completamente esclarecido qual é a influência do sódio no desenvolvimento da hipertensão. No entanto, sabemos que pacientes com essa condição costumam ter piora no quadro quando ingerem sal em excesso.

Nesse sentido, os alimentos diuréticos ajudam a controlar a pressão arterial. Afinal, grande parte do sódio é eliminada urina. Além disso, a diurese favorece a diminuição na quantidade de líquido presente na corrente sanguínea. Como consequência, a pressão das artérias também cai.

Depuração de toxinas

Nas famosas receitas detox, os alimentos diuréticos estão sempre presentes. Isso se deve ao fato de que uma de suas funções é a depuração de toxinas. Principalmente no estilo de vida da atualidade, nosso corpo fica sobrecarregado com substâncias nocivas à saúde. O efeito parte da má alimentação, do sedentarismo e outros maus hábitos.

Os principais encarregados de limpar o organismo são os rins. Os alimentos diuréticos ajudam no trabalho renal, principalmente devido à presença de potássio e magnésio em sua composição. Dessa forma, são importantes aliados da eliminação de toxinas.

Aprenda algumas receitas com alimentos diuréticos

Não sabe como incluir os alimentos diuréticos no seu cardápio? É simples! Basta adicioná-los às refeições diariamente. Você pode fazer isso de modo combinado. Veja duas receitas!

Chá verde com abacaxi

Além de ser estimulante e energizante, o chá-verde também ajuda a depurar toxinas. Aliado ao abacaxi, é uma excelente receita diurética. Consuma de preferência sem açúcar. Como o chá-verde é amargo, você pode adicionar hortelã e gelo para melhorar o sabor.

Suco de limão com cenoura

O limão e a cenoura são dois alimentos que contribuem bastante com a diurese. Experimente batê-los no liquidificador com um pouco de água e gelo. Além de refrescante, o suco é uma ótima fonte de hidratação e de vitaminas e minerais importantes para o corpo.

Viu só como os alimentos diuréticos são essenciais em uma nutrição saudável? Sem contar que são fundamentais para a boa saúde dos rins e para o controle da hipertensão.

Quer ficar por dentro de outros conteúdos relacionados à alimentação saudável e ao bem-estar? Então, assine a nossa newsletter!

 

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up