Conheça os benefícios do peixe na alimentação

peixe na alimentação

O segredo para um cardápio equilibrado é a variedade em alimentos saudáveis. Assim, o nosso organismo recebe todos os nutrientes necessários para o seu bom funcionamento. Além do mais, variar os pratos do dia a dia é a melhor maneira de não enjoar e manter a linha. Pensando nisso, você sabe quais são os benefícios do peixe na alimentação e como incluí-lo no menu?

Embora sejam nutritivos e muito saborosos, existem pessoas que não sabem como consumi-los e, muitas vezes, nem se lembram deles na hora de montar a refeição. 

Você faz parte desse time? Descubra aqui todas as informações necessárias para convencer qualquer um de que incluir essa proteína na dieta é muito vantajoso. Continue a leitura e confira!

Quais são os benefícios do peixe?

Os peixes são considerados um tipo de carne branca, que, em geral, contém menos colesterol e é de fácil digestão. Dessa maneira, são ótima opção para quem quer ou precisa restringir a carne vermelha, além de ser uma boa alternativa no dia a dia. A seguir, veja os benefícios do consumo desse alimento.

É uma proteína saudável

As proteínas são um nutriente indispensável para o organismo. Não é à toa que elas devem estar presentes em, pelo menos, 3 refeições do dia, sendo as responsáveis por regenerar e construir os tecidos, como pele e músculos. Além disso, são fundamentais para a produção dos hormônios.

Os peixes são fontes de proteínas saudáveis, pois a gordura que apresentam é considerada boa para o organismo. Sendo assim, são uma alternativa bacana para as outras carnes em geral.

Contém vitaminas e minerais

Os peixes, tanto de água doce quanto de água salgada, apresentam muitas vitaminas e minerais relevantes para o organismo. O cálcio, por exemplo, constitui ossos e dentes e é necessário para a contração muscular. Já o zinco serve de reforço para o sistema imunológico, dando aquela ajudinha para você não ficar doente com facilidade.

Eles também são fontes de ácido fólico, uma vitamina que participa da formação do sistema nervoso do feto e ajuda na nossa cognição. Só de você saber que essa proteína é muito nutritiva, já vale, né?

Fornece ômega-3

O ômega-3 é um conjunto de ácidos graxos essenciais. Isso quer dizer que o nosso corpo não os fabrica, então, devemos consumi-los. As maiores fontes animais desse tipo de gorduras boas são os peixes de águas salgadas, profundas e geladas, como o atum, a sardinha e o salmão selvagem.

Saiba que a ingestão regular do ômega-3 é capaz de prevenir diversos problemas de saúde, principalmente os ligados ao sistema cardiovascular. Além disso, ele é um anti-inflamatório natural e ajuda o cérebro a desenvolver melhor suas capacidades cognitivas de aprendizado e memória.

É uma forma de variar o cardápio

As carnes brancas são os peixes e as aves. Considerando que, por aqui no Brasil, a gente não tem muito costume de consumir ganso, pato e peru no dia a dia, só nos resta o frango. Sendo assim, comer mais peixe significa variar o cardápio, até porque dá para fazer diversos pratos deliciosos com essa proteína. 

Como incluir peixe na alimentação?

Agora que você já se convenceu de que comer peixes faz bem para a saúde e é uma ótima opção para variar o menu, que tal aprender como eles podem ser preparados?

Ensopado

Para quem quer praticidade, o peixe ensopado é uma opção bem gostosa. Dá para fazer cozido no molho de tomate e acrescentar legumes de sua preferência, como batata, pimentão, cenoura e chuchu. Além de saboroso, fica ainda mais nutritivo.

A moqueca também é uma delícia! Feita à base de leite de coco, azeite de dendê, pimentão, tomates e cebola, é uma receita típica de diversas regiões do país. 

Alguns tipos de peixe são mais apropriados para cozinhar, como corvina, robalo, cação e pintado.

Assado

O peixe assado inteiro é um prato com poucas calorias e muito sabor! Você pode forrar a assadeira com cebolas e batatas e apoiar o peixe em cima. Com uma salada, terá uma refeição completa. Não pode faltar um limão espremido, né?

E você já ouviu falar no papelote? É uma maneira de cozinhar os alimentos embrulhados em papel-manteiga ou alumínio. Assim, o tempero se mantém o tempo todo em contato com o alimento principal, deixando tudo mais gostoso. Para isso, basta temperar as postas ou filés, embrulhar no papel e levar ao forno. Dá para colocar legumes também. Fica sensacional!

Frito

As iscas de peixe frito são um dos petiscos mais deliciosos. No entanto, se a intenção é ser saudável, a fritura por imersão não é a ideal. A solução é usar um fio de azeite em uma frigideira antiaderente para fritar os filés. Você pode empaná-los na aveia ou fazer uma crosta de gergelim ou castanhas. Quem tem a airfryer pode usar esse equipamento em vez da frigideira. Fica simplesmente incrível!

Como comprar peixe?

O peixe é um alimento muito perecível; por isso, é preciso escolher bem, para não ter nenhum problema. Sendo assim, trouxemos este tópico para lhe explicar o que deve ser considerado ao comprar essa proteína. Olhe só:

  • a pele deve ser brilhante;
  • as escamas têm de estar firmes e não se soltar facilmente;
  • os olhos também devem estar brilhantes e com cores vivas — dispense o alimento se estiver com olhos esbranquiçados ou acinzentados;
  • as brânquias (parte localizada no final da cabeça) avermelhadas são um bom sinal;
  • aperte a barriga e confira se a musculatura está firme — se sim, também é ok;
  • sinta o cheiro: peixes bons cheiram a maresia.

O peixe na alimentação traz muitos benefícios à saúde, pois contém nutrientes indispensáveis. Fora isso, suas variedades são saborosas, versáteis e muito práticas de fazer, sendo uma excelente alternativa às outras carnes. Inclua-o no seu cardápio, pelo menos, duas vezes na semana, para ter todas as vantagens.

Está sem tempo até mesmo para fazer um peixe assado ou não tem talento nenhum para cozinhar? A Liv Up pode ajudar! Descubra no nosso cardápio todas as opções dessa proteína e de outros tantos pratos!

Você vai gostar de ver…

déficit calórico dos alimentos

Déficit calórico: como funciona a fórmula das calorias

Quem quer emagrecer certamente já esbarrou por aí no conceito de déficit calórico, até porque é impossível perder peso sem ele. Entender essa relação entre as calorias ingeridas e as

refeição cardápio para o dia a dia

Cardápio para o dia a dia: 20 receitas pra experimentar

Quando o assunto é alimentação saudável, um dos grandes desafios é elaborar um cardápio para o dia a dia que reúna refeições práticas, mas também saborosas. Afinal de contas, a

iogurte saudável com frutas

Iogurte saudável: como escolher o melhor

Saboroso, versátil e bem equilibrado, o iogurte saudável é uma opção queridinha na hora de montar um cardápio bacana. Vai bem com frutas, com granola, em molhos para saladas e

Permissão de cookies

Coletamos informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para melhorar o funcionamento das páginas, mensurar a audiência e oferecer uma melhor experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.