Bem-estar

The Game Changers: documentário sobre veganismo que conquistou o mundo

janeiro 7, 2020
the game changers

Quer saber mais sobre os mitos e verdades da alimentação vegana? Assista The Game Changers, o documentário sobre vegetarianismo mais vistos e comentado dos últimos tempos no mundo.

Dirigido por Louie Psihoyos, responsável pelo documentário The Cove, vencedor do Oscar de 2010, e produzido por James Cameron, um dos maiores diretores de cinema de todos os tempos, vegano desde 2012 e responsável por filmes como Exterminador do Futuro, Titanic e Avatar.

O documentário que foi intitulado como A Dieta Dos Gladiadores, no Brasil, tem como objetivo desmistificar a ideia de que é preciso consumir carnes e alimentos de origem animal para ganhar músculos, ter resistência e força física.

E para quebrar esse paradigma, a produção conta com a participação de pesquisadores, médicos, cientistas e grandes atletas mundiais de alta performance, adeptos ao vegetarianismo, como o tenista Novak Djokovic, o pentacampeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton e Patrick Baboumian, um dos homens mais fortes do mundo, para narrar suas experiências e realizações em consequência da dieta.

Está curioso para saber mais sobre esse documentário incrível? Então, prepare-se. Vamos dar alguns spoilers que com certeza despertarão sua curiosidade.

Por que The Game Changers é o documentário mais visto de todos os tempos?

Diferente da maioria dos documentários que simplesmente despejam informações no telespectador, a produção de Cameron traz uma perspectiva mais humanizada ao material, propondo uma narrativa pessoal que aborda as principais dúvidas que cercam o vegetarianismo.

O documentário é narrado pelo ex-lutador de MMA, James Wilkes, que conta sobre suas descobertas e os benefícios da alimentação a base de vegetais para sua recuperação no mundo dos esportes.

Wilkes, que se aposentou das lutas em 2012 após sofrer lesões graves e correr sérios riscos de paralisia começa sua história contando como suas buscas para melhora na recuperação o levaram até uma pesquisa sobre a alimentação de gladiadores romanos, atletas nativos que, supostamente, tinham uma alimentação composta, em sua maioria, por vegetais.

Em busca de evidências, o ex-lutador, que até então era adepto a alimentação com proteínas de origem animal, vai em busca de evidências sobre tudo que tinha lido. Como ponto de partida, fez uma entrevista com o autor de sua pesquisa primária, o pesquisador forense, Fabien Kant Viana.

A dieta dos gladiadores passa ser o gatilho das buscas de Wilkes, que ao desenrolar do documentário, entrevista atletas, recordistas e campeões olímpicos que relataram que a alimentação a base de plantas os deixou mais rápidos e mais fortes para alcançar seus objetivos.

The Game Changers aborda os principais mitos da alimentação vegana

A principal proposta do documentário The Game Changers é desvendar o mito de que é preciso consumir muita proteína animal para ter resistência, ser forte e atlético.

Com foco no público esportista, a produção do documentário mescla experiências e experimentos reais, realizados em atletas de performance, com embasamento de pesquisas científicas e opinião de profissionais, que são evidenciadas ao longo de toda produção.

Veja abaixo alguns pontos fortes abordados pelo documentário. Cuidado! Risco de spoiler.

Resistência e energia

Durante o documentário, o corredor profissional Scott Jurek ultrapassa um recorde e percorre 2.200 milhas em 46 dias, o equivalente a duas maratonas por dia, para provar que é possível ter energia e resistência alimentando-se apenas com dieta de plantas.

Em paralelo, o documentário traz especialistas para mostrar que a principal fonte de energia do nosso corpo vem da glicose, nutriente extraído de carboidratos, não das proteínas.

Por isso, associar o desempenho atlético com a alimentação a base de proteína animal é um grande equívoco.

Força e músculos

Para falar de força e resistência e provar que é possível ter músculos fortes a partir de uma alimentação vegana, o documentário traz o atleta de força, Patrick Baboumian, considerado o homem mais forte da Alemanha.

Durante o documentário, Baboumian que é conhecido por ser um dos veganos mais fortes do mundo e ativista da causa, mostra seu preparo e força para realizar uma prova de recordista, a qual deveria carregar 555 kg nas costas, por 10 metros.

Além de Baboumian, outros atletas aparecem durante o documentário para revelar o quanto a alimentação vegetariana contribui com a melhora de suas performances e os deixou mais fortes e resistentes para os esportes.

E para evidenciar os depoimentos e desmistificar a história de que vegetarianos sofrem de insuficiência de proteínas, especialistas apresentam gráficos e pesquisas que comprovam que é possível obter todas as proteínas e aminoácidos necessários ao organismo a partir de uma alimentação vegetariana, e ainda reforçam que a dieta favorece uma recuperação muscular mais rápida.

Prevenção de doenças cardíacas

O documentário também mostra uma experiência realizada com 3 atletas, em laboratório, para avaliar níveis de lipídios no sangue e prejuízos da função endotelial com base em uma alimentação vegetariana e de proteína animal.

Para quem não sabe, o endotélio é tecido interno que reveste as células das artérias. De acordo com os especialistas do experimento, a gordura animal se acopla ao tecido endotélio, prejudica o fluxo sanguíneo e aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

O resultado das amostras colhidas dos atletas é exibido no documentário e é possível ver nitidamente a diferença no sangue de quem comeu proteína animal e de quem comeu proteína vegetal.

Desempenho sexual

Outro estudo mostrado no documentário – e que chamou muita atenção da mídia – fala sobre a influência da dieta vegetariana para saúde sexual masculina.

Para mostrar os impactos da alimentação vegetariana versus carnívora, o experimento mediu o número e a intensidade de ereções de 3 atletas, durante o sono, após comerem alimentos de origem vegetal e animal. Já imagina qual foi o resultado da pesquisa, né?

Embora o resultado seja surpreendente, o próprio cientista relata no documentário que esse experimento não constitui um experimento científico adequado, mas serve de exemplo, já que há evidências científicas de que a proteína animal eleva os níveis de colesterol, fator agravante na disfunção erétil.

Colesterol

Para falar da influência da dieta vegetariana nos níveis de colesterol, em depoimento, o ex-fisiculturista, ator, produtor e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, falou dos benefícios que obteve em sua saúde após aderir uma alimentação com mais proteína vegetal.

Schwarzenegger também falou sobre o apelo da mídia alimentícia e pecuária sobre o consumo de carnes e narrou suas experiências no meio fisiculturista. Em paralelo, o documentário mostra campanhas publicitárias que enaltecem equivocadamente a masculinidade, com mensagens que dizem que “homens de verdade comem carne”.

Ainda sobre colesterol, o documentário mostra também uma equipe de bombeiros que aderiram, por uma semana, a alimentação vegetariana e tiveram um índice relevante de diminuição da taxa de colesterol no sangue.

O experimento é baseado em estudos científicos que mostram que é possível reduzir até 30% dos níveis de colesterol, em apenas sete dias, a partir de uma alimentação vegetal.

O documentário foi lançado em 2019 e está entre os mais vistos de todos os tempos, em plataformas como iTunes e Netflix. Ele despertou muitas críticas nas mídias, já que algumas pessoas o consideram tendencioso e equivocado ao reforçar que os esportistas são melhores e mais fortes devido à dieta.

Mas, apesar da abordagem focar nos benefícios da dieta vegetariana, principalmente, na alimentação de atletas, ela traz muitos estudos recentes sobre o assunto e faz um excelente papel ao fornecer informações importantes, com base científica, sobre as principais dúvidas e questões que cercam a alimentação vegetariana, como insuficiência de vitamina B12 em vegetarianos, a confusão em torno da nutrição de proteínas e aminoácidos de origem vegetal versus animal, entre outros.

Então, para quem tem interesse em saber mais sobre alimentação vegetariana, fica aqui a nossa dica: assista ao documentário The Game Changers, depois aproveite para conhecer nosso cardápio de pratos vegetarianos e veja como é possível ter uma alimentação saudável, gostosa e completa sem consumo de proteína animal.

You Might Also Like

Scroll Up