Tipos de arroz: incremente seu prato com opções além do branco

tipos de arroz

Considerado o principal representante do grupo dos cereais no Brasil, o arroz é um dos alimentos mais frequentes na mesa dos brasileiros. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ele está presente no dia a dia de 76,1% dos brasileiros. E o sucesso não se restringe ao nosso país. Os mais variados tipos de arroz fazem parte das refeições de diferentes lugares no mundo.

Além do tradicional arroz branco, existem vários tipos de arroz disponíveis no mercado – como o integral, o cateto e o arbóreo. Diante de tantas opções, é possível preparar uma série de receitas que vão do prato principal à sobremesa.

Podemos dizer que a versatilidade é uma das principais vantagens do grão, mas não é a única. O alimento também apresenta uma série de benefícios à saúde: é fonte de carboidratos, fibras e vitaminas.

Quer saber mais sobre o arroz? Abaixo, você encontra informações sobre os diferentes tipos, benefícios e até como usar outros alimentos para substituí-lo nas refeições. Veja:

Quantos tipos de arroz existem?

Existem diferentes tipos de arroz que podem ser divididos em três grupos: grão longo, médio ou curto. Há ainda os integrais, que ganham cada vez mais espaço nas refeições. 

1. Arroz branco

O arroz branco, também conhecido como arroz polido, é o mais comum no nosso dia a dia. Ele recebe esse nome por sua “casca” ser retirada no processo de fabricação. Por conta disso, não é o tipo mais nutritivo. No entanto, é o mais barato e pode ser usado em uma infinidade de receitas. Ainda vale dizer que o arroz branco é o que fica pronto mais rápido.

2. Arroz integral

Diferente do polido, o arroz integral não tem a sua camada externa retirada no processo de fabricação. Por isso, é bem mais nutritivo. Em relação ao arroz branco, ele tem três vezes mais fibras, quatro vezes mais magnésio e cinco vezes mais vitaminas.

3. Arroz parboilizado 

O arroz parboilizado ganha cada vez mais espaço nas refeições. Devido ao seu processo de fabricação, ele também é bastante nutritivo. Esse arroz, ainda com casca, passa por um tratamento hidrotérmico, com água fervente, e é parcialmente cozido. Dessa forma, uma boa parte dos minerais e vitaminas vão para o interior do grão. O resultado disso é arroz com alto valor nutricional, principalmente em relação às vitaminas do complexo B. 

4. Arroz arbóreo

O arroz arbóreo é famoso por ser utilizado na preparação de risotos. Ele tem um grão mais arredondado e alta concentração de amido, por isso tem uma consistência cremosa. Seu valor nutricional é o mesmo do arroz tradicional, já que não tem casca nem passa por processos que conservem os nutrientes. 

5. Arroz cateto ou japonês

Com grãos curtos e curvados, o arroz cateto é a base da culinária japonesa. Ele tem grande quantidade de amido, ficando mais macio e cremoso após o preparo. O arroz cateto também tem uma versão “integral” que mantém a casca e, consequentemente, tem maior valor nutricional. 

6. Arroz basmati ou indiano

O principal diferencial do arroz basmati é o sabor mais marcante em relação ao arroz branco tradicional, além dos grãos longos. Ele também tem um aroma adocicado de nozes e retém mais água durante o preparo, mas sem deixar os grãos grudados. Seu nível nutricional é próximo ao arroz branco. 

7. Arroz vermelho

De origem chinesa, o arroz vermelho é aromático e tem cor marcante. Como é um grão integral, tem alto valor nutricional e auxilia, principalmente, na redução do colesterol. Ele também apresenta benefícios para a circulação e digestão.

8. Arroz negro

O arroz negro costuma ser uma novidade para muita gente, apesar de ser conhecido há milhares de anos na China. Além da cor preta, seu diferencial está no fato de ter 30% a mais de fibras em relação ao arroz integral e 20% a mais de proteínas.

9. Arroz selvagem

O arroz selvagem também é conhecido como arroz silvestre e apresenta alto valor nutricional, já que é classificado como integral. Além disso, tem grãos longos, de sabor e aroma marcantes.

Quais os benefícios de consumir arroz?

O arroz apresenta uma série de benefícios à saúde:

  • Aumenta a saciedade;
  • Tem propriedades antioxidantes;
  • Auxilia na prevenção de doenças crônicas;

De modo geral, ele é uma importante fonte de carboidratos, vitaminas (especialmente do complexo B), fibras e minerais. Para aproveitar esses benefícios, é fundamental combinar o consumo de arroz com uma alimentação saudável. Além disso, é interessante preferir a versão integral do grão, já que apresenta mais nutrientes. 

Qual a diferença entre o arroz tipo 1 e o tipo 2?

Provavelmente, você já notou que a embalagem do arroz apresenta uma indicação de que aquele grão pertence ao tipo 1 ou ao tipo 2. Esses números correspondem a uma classificação oficial do Ministério da Agricultura, relacionada ao limite de tolerância de “defeitos” naquele pacote de arroz. A classificação existe porque, durante o processo de fabricação, os grãos podem quebrar ou ter alteração na cor, por exemplo.

Arroz tipo 1

O arroz tipo 1 é aquele com menos defeitos, ou seja, é o que apresenta mais qualidade. Consequentemente, é o tipo mais caro. Os grãos quebrados podem atingir no máximo 7,5% do peso total do pacote.

Arroz tipo 2

No caso do arroz tipo 2, a quantidade de grãos quebrados pode chegar a 15% do peso total do pacote. Sendo assim, é um arroz de menor qualidade, que não apresenta cozimento uniforme e pode ficar mais “empapado”. 

tipos de arroz para comer

Arroz de “mentirinha”

Apesar de o arroz ser um alimento bastante versátil, nem sempre queremos recorrer a ele na hora de preparar uma refeição. Pensando em alternativas ao grão, o “arroz” de couve-flor tem se tornado cada vez mais comum. Pois, é! É possível aproveitar o vegetal para substituir o arroz no almoço, por exemplo. 

Para fazer o arroz de couve-flor, basta bater o vegetal em um processador de alimentos ou um liquidificador. Você só precisa lavar a couve-flor e, ainda crua, bater até que fique em pedaços pequenos como os grãos de arroz. Depois, é só refogar e temperar da maneira que preferir. 

Também é possível fazer o mesmo processo com um brócolis. Basta lavar bem o vegetal e bater até que fique em pedaços bem pequenos. Assim como a couve-flor, é preciso apenas refogar conforme a sua preferência. 

Agora que você já sabe mais sobre os tipos de arroz, que tal conferir receitas que levam esse ingrediente, como o arroz cremoso com camarão, ou descobrir as delícias saudáveis do cardápio da Liv Up para combinar com o alimento? 

Você vai gostar de ver…

liv up pra compartilhar salgados e sobremesa

Liv Up Pra Compartilhar: conheça a nossa linha tamanho família

Tudo que é bom merece ser compartilhado, né? Dessa ideia nasceu a nossa linha Liv Up Pra Compartilhar: as receitas deliciosas que você já conhece, mas em porções generosas pra

quitanda da liv up 2

Alimentos fresquinhos da Quitanda da Liv Up para sua mesa

Se você, assim como a gente, é fã de ingredientes de qualidade e origem garantida na hora de comer bem, vai adorar as novidades da Quitanda da Liv Up. Trazendo

shot da imunidade

Shot da imunidade: o que é e como fazer?

Saiba mais sobre o shot da imunidade, a mistura que promete fortalecer as defesas naturais do seu organismo com poucos ingredientes

Permissão de cookies

Coletamos informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para melhorar o funcionamento das páginas, mensurar a audiência e oferecer uma melhor experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.