7 tipos de azeite e qual o melhor para cozinhar

tipos de azeite

O azeite faz parte da culinária brasileira. Seja para temperar uma salada, preparar um peixe ou assado, essa iguaria antiga conquistou nossos corações – e pratos. Mas, você sabia que existem vários tipos de azeite?

Isso pode ser surpreendente para algumas pessoas, pois, se acredita que seus subtipos se diferenciam pela sua pureza – refinado, virgem e extravirgem. Mas esse conteúdo é para te provar que esse ingrediente tem várias opções para serem utilizadas – e cada uma com as suas características. Confira:

Tipos de azeite: qual a diferença?

Provindo das azeitonas, ricas em vitaminas E, esse é um óleo muito utilizado na cozinha e peça-chave para o preparo de vários pratos, muitas pessoas desconhecem os tipos de azeite e para que serve cada um deles. A diferença entre os tipos são diversas, das quais:

  • Sabor;
  • Textura;
  • Aroma;
  • e Cor.

Cada uma dessas características são o segredo para o preparo de determinadas receitas, uma vez que afeta o resultado. Portanto, cada um dos diferentes tipos de azeite de oliva, é recomendado para preparações típicas, que vão aproveitar o melhor que tem a oferecer.

Então, quais são os tipos de azeite?

Tendo em mente o que difere cada azeite, vamos conhecer os 7 tipos de azeite e para o que cada um serve:

Azeite Refinado

Esse é o mais comum e facilmente encontrado nos mercados. Para o preparo do óleo, o azeite passa pela prensagem e, depois dessa etapa, pelo refinamento. Com isso, acaba-se perdendo propriedades importantes, como a cor, aroma e nutrientes. De todos os tipos, é o que menos tem qualidade e oferta menos benefícios.

Por conta de sua produção, esse tipo de azeite tem maior acidez, o que o deixa atrativo para determinados usos – como grelhar, refogar e fritar alimentos. Outra característica importante, é que ele é recomendado para esse uso, pois sofre menos alterações químicas em altas temperaturas.

Azeite Virgem

É um dos tipos de azeite que mais apresenta pureza, isso devido ao seu processo de fabricação: o óleo é extraído da azeitona por processos mecânicos, impedindo a perda de propriedades nutricionais e características.

A acidez – variando de 0,8% a 1,5%, o torna ideal para tempero de pratos quentes e refogar alguns alimentos, pois também não tem alteração considerativa a altas temperaturas. Esse é um dos melhores tipos de azeite para cozinhar.

Azeite extravirgem

tipos de azeite para cozinhar

Considerado o mais nobre e valorizado, o extra virgem tem seu processo de produção ainda mais meticuloso. Com azeitonas selecionadas, toda a extração é feita a frio – garantindo todas suas propriedades originais e mantendo a acidez em 0,8%.

Por isso, ele se torna o campeão para consumo in natura, ou seja, em pratos frios – como o tempero de alguns pratos, sendo um excelente tipo de azeite para salada. Mas também pode ser usado para pratos quentes, mas evitando frituras ou altas temperaturas – uma vez que isso afeta seus nutrientes.

Azeite Aromatizado

tipos de azeite com especiarias

Encerrando os azeites “tradicionais” e mais conhecidos, temos a opção do aromatizado. Com a popularização do óleo, suas variações começaram a surgir. Esse tipo, nasceu da união dos azeites comuns, com óleos de outros temperos – alho, manjericão e etc.

Azeite Composto

O azeite refinado é misturado com outros tipos de óleo – como o de soja, por exemplo. Com isso, ele perde sua capacidade de resistir a altas temperaturas, tendo o mesmo risco dos óleos comuns. 

Azeite Especial

Muito confundido com o aromático, eles têm suas diferenças significativas. Neles, são adicionadas especiarias mais raras, como por exemplo as trufas. Logo, se torna ideal para o preparo de pratos mais especiais, com cogumelos e ovos.

Azeite Orgânico

Os orgânicos estão se tornando cada vez mais procurados, principalmente pela preocupação com sustentabilidade e mais saúde. Afinal, são produtos que preservam o máximo possível das características naturais daquele alimento e prezam pela produção com respeito ao meio ambiente.

Além desses 7 tipos, também temos o azeite de dendê, porém, apesar do nome remeter ao produto extraído da azeitona, não é exatamente um tipo de azeite. Ele é obtido através do óleo de palma e muito usado na culinária africana.

Qual o melhor tipo de azeite para cozinhar

Com tamanha variedade e tipos, existe a dúvida de qual o melhor tipo de azeite para a cozinha. Primeiro, é preciso identificar a necessidade:

Para um uso mais do dia a dia, a recomendação é utilizar azeite virgem e extravirgem. Apenas cuidado com a temperatura que o segundo será exposto – opte por temperos de salada e no máximo receitas quentes. 

Já para ocasiões especiais, o aromatizado e especial, são excelentes pedidas para o evento. Só tente harmonizar a receita com a especiaria utilizada para o preparo desse tipo de azeite.

Benefícios de usar azeite na comida

Por ser fruto da extração de um óleo saudável presente na azeitona, o azeite tem grandes propriedades para a saúde, tais como:

  • É benéfico para a saúde cardiovascular, pois controla a presença do LDL – a gordura ruim.
  • Age como um potente antioxidante, protegendo as células contra os radicais livres;
  • Reduz inflamações no corpo, já que a Vitamina E é um anti-inflamatório natural poderoso;

Entretanto, é preciso um alerta. Como é uma gordura, por mais que seja “boa”, ainda é necessário ter muita cautela. A regra do “tudo em excesso faz mal” vale aqui e é o tema do nosso próximo tópico:

É saudável consumir diariamente?

Para aproveitar todos os benefícios que esse óleo oferece para a saúde, é preciso se atentar ao exagero e também a sua forma de utilização. Especialistas recomendam um consumo máximo de 4 colheres de sopa do ingrediente.

Afinal, acima dessa quantidade, o excesso de calorias presente no azeite podem aumentar a gordura no sangue. Quer continuar investindo em uma alimentação saudável? Então veja nosso post sobre “5 receitas de maionese saudável para fazer em casa”.

Você vai gostar de ver…

déficit calórico dos alimentos

Déficit calórico: como funciona a fórmula das calorias

Quem quer emagrecer certamente já esbarrou por aí no conceito de déficit calórico, até porque é impossível perder peso sem ele. Entender essa relação entre as calorias ingeridas e as

refeição cardápio para o dia a dia

Cardápio para o dia a dia: 20 receitas pra experimentar

Quando o assunto é alimentação saudável, um dos grandes desafios é elaborar um cardápio para o dia a dia que reúna refeições práticas, mas também saborosas. Afinal de contas, a

iogurte saudável com frutas

Iogurte saudável: como escolher o melhor

Saboroso, versátil e bem equilibrado, o iogurte saudável é uma opção queridinha na hora de montar um cardápio bacana. Vai bem com frutas, com granola, em molhos para saladas e

Permissão de cookies

Coletamos informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para melhorar o funcionamento das páginas, mensurar a audiência e oferecer uma melhor experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.