Mudando sua rotina

Conheça os variados tipos de marmita e descubra qual é a ideal para você

abril 2, 2019

A rotina atribulada do dia-a-dia nos obriga, muitas vezes, comer fora de casa. Para economizar o dinheiro no fim do mês e fugir dos temperos exagerados de alguns pratos, você pode optar por diferentes tipos de marmita.

Se você é um dos adeptos que adora preparar e levar uma comidinha de casa, atenção para algumas dicas.

O objetivo principal do texto é mostrar os variados tipos de marmita. Você pode levar para o trabalho, faculdade, escola ou academia. Dependendo daquela que escolher, seu alimento pode ficar armazenado até o fim do dia.

Mas também, queremos apontar algumas observações para quem come fora de casa e dicas para você manter uma rotina saudável.

São muitos tipos de marmita, com diferentes características e outras muitas finalidades.

Preparado? Então, vamos lá!

Tipos de marmita

Para você começar a ter o hábito de levar sua própria comida no trabalho ou na aula, separamos 10 tipos de marmita. Agora ficou fácil!!

Marmita de vidro

Muito prática e ideal para quem quiser levar molho ou algo semelhante. Além disso, ela não fica com aquele cheiro de comida depois de ser lavada.

Além disso, a marmita de vidro preserva qualquer tipo de característica do alimento, seja sabor, cor ou aroma.

Pensando no meio-ambiente, ela também se torna muito importante, já que o vidro é um material reciclável e pode ser reutilizado.

No entanto, um dos problemas é o seu peso (um pouco mais pesada) e claro, ser de vidro (muito frágil a qualquer batida ou queda).

Mas atenção! Bebidas gaseificadas não podem ser colocadas no congelador em uma marmita de vidro, pois com a pressão do gás é possível estourar a garrafa.

Marmita elétrica

Será que é a melhor opção? Muito dizem que sim. Vamos entender por que?

A marmita elétrica é fácil de ser utilizada e esquenta a comida aquecida a vapor, ligando na tomada. Se torna uma ótima sugestão para levar em locais que não possuem microondas ou estufa.

Além disso, ela é fácil de ser carregada, higiênica e oferece um tempo automático de desligamento quando sua comida atinge a temperatura ideal.

Vale a pena o experimento?

Marmita de plástico

Se você optar por uma receita que não suje tanto (sem molho, por exemplo), a marmita de plástico é uma boa pedida. Mais leve que a de vidro, é bastante comum entre os amantes da marmita.

Mas atenção! Pode esquentar marmita de plástico no microondas? Depende. É necessário verificar o tipo de plástico e se ele é próprio para este caso.

Caso contrário, ele pode derreter com a alta temperatura e alguns alimentos, até mesmo explodirem.

No entanto, não pense que ela é totalmente favorável. Ela necessita de muita higienização, pois caso ao contrário, o interior dela pode ficar bastante danificado.

Marmita a vácuo

Outro modelo no mercado é a marmita a vácuo.

O principal ponto positivo deste armazenamento é excluir qualquer tipo de contaminação, porque todo oxigênio interior é eliminado.

Alguns dizem que utilizar a marmita a vácuo é a realidade mais próxima para quem quer um alimento feito na hora (tanto em sabor, textura e cor!!).

Entre os alimentos mais utilizados em potes como esse, estão carnes e embutidos, uma vez que a embalagem a vácuo mantém a qualidade do produto por mais tempo.

Se você tem o hábito de comprar comidas congeladas, esta também é uma excelente opção.

Além dos benefícios já citados, ela também é muito prática: basta colocar 2 minutos no microondas e ela já está no ponto para ser consumida.

Vale a pena, não acha? 😉

Marmita de aço

Parece um pouco estranho, mas a marmita de aço está entre os tipos de marmita e também é usual entre o público.

Precisa blindar seu alimento de qualquer influência da luz ou oxigênio? A marmita de aço é uma excelente alternativa.

Ela é bastante utilizada para alimentos enlatados como milho, ervilha e café, por exemplo.

Além disso, a embalagem preserva por completo, tanto sabor, como aroma e entre outras propriedades nutricionais.

Mas atenção! Não coloque esse tipo de recipiente no microondas, já que ela pode explodir.

Marmita com divisória

Uns dizem que misturar a comida altera o sabor, outros apenas não compartilham desta ideia.

Um pouco mais moderna que as demais, a marmita com divisória é perfeita para quem não gosta de misturar comida. É o seu caso?

No seleto grupo das divisórias, existem modelos de vidro ou de plástico. Você pode adequar seu compartimento da maneira que desejar.

Elas são práticas e fáceis de serem transportadas. Alguns modelos, porém, podem ser um pouco mais pesadas, principalmente se ela for um pouco maior por conta das divisões.

Bom, mas não tem como titubear: gosta de ver cada alimento no seu lugar, escolha a marmita com divisória.

 

[Lembre-se que o exercício físico também é fundamental para manter a saúde em dia. O sedentarismo não pode ser uma opção. A prática da atividade física somada à alimentação saudável é ideal para o seu corpo].

 

Marmita de alumínio 

As marmitas de alumínio são bastante eficientes. Com diversos tamanhos e formatos, elas podem atender qualquer necessidade.

Sem contar, que o alumínio também pode ser reciclado e é fácil de ser esquentado no microondas.

Uma das suas vantagens é a agilidade com que gelam a bebida. Porém, caso colocada em um ambiente com o calor excessivo, o sabor pode ser alterado.

Marmita de isopor

A marmita de isopor é outro modelo no mercado. Uma das grandes vantagens do isopor é conseguir proteger, controlar e manter o calor do alimento por maior tempo.

Além disso, também é resistente à água, vapor e umidade. Com essas características, é resistente aos microorganismos e bactérias exteriores.

Facilmente moldada, as marmitas de isopor são muito versáteis, sendo úteis para qualquer tipo de necessidade. Por conta disso, assim como a de alumínio, a marmita de isopor possui diferentes tamanhos e formatos.

A união destes fatores provam que o custo-benefício da marmita de isopor é muito bom.

Marmita de Tupperware

A marmita de Tupperware, além de eficiente, também é uma boa escolha para quem é vaidoso. Mas por que? São diversos tipos de estampas, cores e estilos.

Ela é útil para alimentos quentes, frios e snacks.

Semelhante ao marmitex com divisória, a marmita de Tupperware comporta todos os tipos de necessidades.

Com modelos que contém diversas repartições, você ganha em praticidade para montar seu prato.

Ganhe espaço, carregue sem problemas e use a quantidade de potes que você precisa. Uma boa sugestão?

 

[Guia low carb? Guia vegetariano? Entenda mais sobre estes dois modelos vida que estão na boca do povo].

 

Marmita de silicone

Entre os tipos de marmita, você sabia que a marmita de silicone virou aliada da turma que leva comida para o trabalho?

A primeira facilidade deste modelo é a praticidade na hora da limpeza. Com a correria do dia-a-dia é normal ficar com preguiça na hora de limpar sua marmita e até mesmo prepará-la para o dia seguinte.

Nesse caso, o silicone tem o diferencial de ser um material fácil de esterilizar e, de ser dobrável.

A vantagem das marmitas de silicone serem dobráveis anula a preocupação de locomoção dela. Assim, você não perderá espaço com ela.

Mas atenção! Como todo tipo de material, a marmita de silicone também tem o seu porém. Por não ter divisórias é necessário organização na hora de montar seu prato.

Você deve comprar potes de tamanhos específicos para atender suas necessidades. Claro, caso não se incomode de misturar tudo, um trabalho a menos quando for preparo.

 

Benefícios de apostar na marmita

Ainda está com dúvida se vale a pena ou não apostar nestes tipos de marmita?

Fizemos um resumo geral, sobre seus benefícios, para tirar suas dúvidas de vez.

  • Medida econômica;
  • Maneira prática de manter a dieta do dia-a-dia;
  • Fugir do excesso de tempero;
  • Evitar alimentos industrializados;
  • Custo-benefício

Por que os tipos de marmita são medidas econômicas para seu bolso? Bom, é muito mais em conta levar o próprio alimento, que gastar todo dia com alimentação em restaurantes, concorda?

Está buscando uma alimentação saudável ou seguindo uma dieta? Levando marmita é a maneira mais fácil de continuar nesta caminhada. Você tem a vantagem de escolher exatamente aquilo que quer comer.

Mais para frente, falaremos sobre alguns perigos dos excessos de tempero em alguns locais. (você vai entender sobre o que estamos falando, não se preocupe!!).

Alguma vez você já escutou que consumir alimentos industrializados, em grandes quantidades, não é das melhores soluções, certo?

Opte por alimentos naturais, da sua escolha, quando preparar seu alimento para o trabalho, faculdade ou escola.

Com tudo isso que citamos, quer melhor custo-benefício?

 

Preços

Nós recomendamos uma pesquisa detalhada para comparar alguns preços entre os tipos de marmita. Os valores são bem variados.

Por isso, avalie suas necessidades e escolha aquela mais acessível ao seu bolso.

 

Transporte

Está longe de ser um bicho de sete cabeças, principalmente pelo fato delas serem práticas e versáteis. Existem diversas possibilidades, como em uma bolsa, sacola, lancheira e entre outras.

Mas atenção! Tome cuidado com os tipos de marmita mais pesados, para não correr o risco de se machucar.

Para que isso não vire um desastre, fique atento na temperatura térmica da lancheira, higienização e espaço.

Uma sugestão é não colocar o gelo gel, caso seja colocado no compartimento, perto de verduras, por exemplo. Caso isso aconteça, a temperatura pode prejudicar as folhas.

Ao chegar no trabalho, lembre de manter sua marmita refrigerada. Se tiver geladeira no local, melhor ainda. Se não tiver, sem problemas. Utilize um isopor ou a própria sacola térmica.

[Dicas para comer no pós treino? Você sabe qual a importância do equilíbrio emocional? Veja 4 dicas importantes para manter a saúde no seu trabalho]

 

Perigos do excesso de tempero

Bom, caro leitor, agora que você já escolheu sua marmita, vamos explicar um dos perigos de não levar sua própria comida.

Sair do trabalho ou da aula e comer fora de casa, apesar de gostoso, pode ser perigoso.

Em muitos estabelecimentos, o tempero usado na comida é bastante exagerado. E isso, não faz parte de uma alimentação saudável.

Sal

O excesso de sal na comida é um dos mais perigosos. Sem você perceber, ele atua de forma negativa no seu corpo.

Doenças como hipertensão arterial, pedra no rim e osteoporose podem ser geradas por esse excesso.

  • Hipertensão arterial: uma doença que eleva os níveis de pressão sanguínea das artérias, obrigando o coração a trabalhar mais para circular o sangue.
  • Pedra no rim: cálculo renal, cristais ou pedrinhas. São várias nominações. Se formam no rim e causam uma dor fora da realidade quando mexem.
  • Osteoporose: é uma doença que torna os ossos mais frágeis e suscetíveis a fraturas.

De acordo com especialistas, o ideal é consumir, no máximo, dois gramas de sódio.

Mas cai entre nós, caro leitor, você não consegue medir a quantidade de sal em um restaurante, não é mesmo?

Por isso, recomendamos ter atenção.

Dica: Opções naturais

Todos sabemos que o tempero faz uma enorme diferença para tornar a comida ainda mais gostosa. E você não precisa abrir mão desse gostinho especial.

Uma das alternativas recomendadas é substituir alguns desses temperos por opções naturais. Mas como assim?

Vamos por partes. Para início de conversa, você não precisa abolir o sal por completo. Basta não exagerar na quantidade e buscar um equilíbrio, como citamos anteriormente.

Agora, por que não acrescentar opções naturais no seu prato? Tem alguma ideia do que pode ser?

Manjericão, salsinha, orégano ou coentro representam isso que estamos falando.

  • Manjericão: Uma planta muito usada na culinária e que também serve como remédio caseiro contra tosse e dor de garganta. Além disso, o manjericão pode ser útil para diminuir a ansiedade e problemas no estômago.
  • Salsinha: Rica em e vitamina C,  a salsinha é muito importante para sua saúde. Serve como ingrediente para seu prato principal e para melhorar sua digestão.
  • Orégano: Bastante utilizado como tempero, o orégano é um grande aliado para sua saúde. Você sabia? Ele ajuda a combater colesterol alto e também melhorar a digestão.
  • Coentro: Com altas quantidades de minerais, o coentro melhora a imunidade, regula a pressão arterial e controla a ansiedade. Ainda tem dúvidas da sua importância?

Além de andarem na contramão dos alimentos industrializados, dão um toque especial na hora de comer e geram micronutrientes importantes para saúde.

 

[Conheça um pouquinho das histórias de JefersonJosé RobertoThiagoMichele e Masamitso. O que eles tem em comum? Realizam o trabalho de agricultura orgânica e oferecem alguns desses ingredientes naturais e tão importantes para nossa saúde].

 

Está com dificuldade de manter uma alimentação saudável? Nós da Liv Up também temos ótimas soluções para o seu cardápio.

Quer acompanhar nossas novidades em primeira mão?

Então siga os perfis da Liv Up no FacebookTwitter e Instagram!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up