Tudo sobre os benefícios da alimentação orgânica para sua saúde

alimentação orgânica

O interesse pela alimentação orgânica nunca esteve tão em alta. Produtos orgânicos ganharam áreas exclusivas nos supermercados e suas embalagens exibem a origem orgânica com muito orgulho.

Mas, você sabe exatamente o que são os alimentos orgânicos? Entende quais são os fatores que diferenciam esses produtos dos tradicionais? Conhece os benefícios que geram à sua saúde, ao meio ambiente e à sociedade em geral?

Então, preparamos um conteúdo completo sobre o assunto. Entenda qual é o motivo do sucesso da alimentação orgânica e por que é válido pensar em adotá-la agora mesmo!

O que é a alimentação orgânica?

Antes de entendermos o que é a alimentação orgânica, é preciso definir o que são os produtos orgânicos.

De maneira geral, são aqueles produzidos dentro de um sistema que beneficie o ecossistema local, proteja os recursos naturais, respeite as características socioeconômicas e culturais da comunidade local, preserve os direitos dos trabalhadores envolvidos e não utilize organismos geneticamente modificados nem químicos sintéticos.

Portanto, podemos concluir que uma alimentação orgânica é aquela que inclui alimentos produzidos de forma a diminuir os impactos ao meio ambiente, sem o cultivo de transgênicos e sem a utilização de agrotóxicos ou outras substâncias sintéticas, como hormônios, drogas veterinárias, adubos ou antibióticos.

Não utiliza hormônios

Pra ser considerado orgânico, um alimento não pode ter sido enriquecido com nenhum tipo de hormônio. Isto é, eles devem brotar das plantas exatamente como aconteceria se estivessem na natureza, sem nenhum tipo de interferência pra que fiquem maiores, mais coloridos ou com menos imperfeições.

Por esse motivo, muitas vezes, uma mesma planta produz batatas de tamanhos diferentes, cenouras tortinhas e, até mesmo, tomates com colorações distintas, por exemplo.

O mesmo raciocínio vale para os alimentos orgânicos de origem animal. Dentro do sistema orgânico de produção, os animais se alimentam apenas de produtos orgânicos e naturais e são utilizadas instalações que proporcionam conforto e saúde aos mesmos. Ainda, a reprodução e o desmame dos animais são feitos de forma natural.

Não faz uso de melhoramentos genéticos

Os melhoramentos genéticos em alimentos são usados amplamente pra aumentar os resultados de uma produção. Por exemplo, pra eliminar a predisposição de uma colheita a ser afetada por pragas.

No entanto, isso pode alterar a composição dos alimentos, influenciando direta e negativamente o poder nutritivo, o sabor, o aroma e a textura dos produtos. Por isso, pra ser considerado orgânico, um ingrediente não pode ter sofrido alterações genéticas.

Em relação ao cultivo de vegetais, os agricultores orgânicos respeitam os ciclos das estações e às características específicas de cada região ao produzir suas culturas. A colheita é realizada na época da maturação, sem o uso de recursos de indução artificiais.

Qual o  grande problema dos defensivos agrícolas?

Quando falamos em alimentação orgânica, os defensivos agrícolas – ou agrotóxicos, como são popularmente conhecidos – surgem naturalmente como os inimigos da nossa saúde. E, de fato, esses componentes químicos não nos trazem benefícios.

Na produção tradicional são utilizados, por exemplo, pesticidas pra eliminar pragas, tais como insetos, fungos, ácaros, moluscos, roedores, bactérias e ervas daninhas, que atingem e prejudicam o desempenho das plantações. Ou seja, eliminando essas ameaças, os produtores conseguem melhorar os resultados, obtendo mais produtos a cada plantio.

O problema é que os produtos químicos ficam impregnados nos alimentos. Mesmo que você siga um processo rígido de higienização, remova as cascas e cozinhe esses produtos, compostos prejudiciais à saúde poderão ser ingeridos.

Inclusive, análises já permitiram identificar irregularidades graves, como uso de agrotóxicos proibidos e concentração de compostos químicos em níveis superiores aos permitidos por lei, o que é muito prejudicial tanto à saúde dos trabalhadores como à dos consumidores.

É importante saber ainda que apenas o uso de adubos orgânicos são permitidos durante a produção de alimentos orgânicos. Sendo que o controle de pragas e de doenças que possivelmente ocorram entre os vegetais e os animais é realizado com medidas preventivas e produtos naturais.

Qual é o impacto da aparência dos alimentos nas nossas escolhas?

Existe uma expressão muito famosa que afirma que nós “comemos com os olhos”. E é verdade. Imagine dois tomates: um perfeitamente simétrico, vermelho, brilhante e com uma folhinha verde no topo; outro em vermelho meio apagado e com formato imperfeito. Qual dos dois você escolheria pra levar para casa?

Pois é, consideramos que alimentos bonitos são mais apetitosos. O motivo por trás disso está nas nossas referências visuais. Isto é, quando assistimos a um programa de culinária na televisão, quando vemos fotos de comidas em livros e até quando desenhamos legumes e verduras, somos levados a idealizar a forma “perfeita” dos alimentos.

Mas a realidade é que a natureza não funciona dessa forma e raramente produz vegetais que sejam compatíveis com a estética da televisão. Não se engane, os alimentos utilizados em fotografias e programas de culinária são especificamente escolhidos pra não prejudicar essa relação que foi estabelecida entre estética e qualidade.

Estética ou sabor?

Muitos dos produtos utilizados na produção agrícola tradicional tem como único objetivo fazer com que frutas, legumes e verduras tenham uma forma perfeita que, de maneira equivocada, encaramos como uma característica indispensável.

Enquanto isso, nas produções orgânicas essa não é uma prioridade. O foco principal é produzir alimentos saudáveis. Por isso, muito frequentemente os resultados são legumes que apresentam tamanhos diferentes e frutas que não obedecem a um padrão estético.

Apesar de comermos com os olhos em muitas situações, acredite: quando provar um produto orgânico, você notará o seu sabor superior e deixará de se preocupar com a beleza dos alimentos.

Quais são os benefícios da alimentação orgânica?

Confira os principais benefícios e impactos positivos da alimentação orgânica.

Benefícios à saúde e ao bem-estar

Menos riscos à saúde

O benefício mais evidente está na própria definição de produto orgânico. Ou seja, sua produção não inclui substâncias sintéticas, como os agrotóxicos, os fertilizantes, os antibióticos e outras drogas veterinárias, que podem ser prejudiciais à saúde, principalmente, a longo prazo.

Mais sabor

Também é preciso levar em consideração que a alimentação é responsável por atender dois objetivos nos seres humanos: a nutrição e a satisfação ao se alimentar. Ou seja, ela não apenas nos mantém vivos, como também contribui pra nos sentirmos felizes quando comemos.

Nesse sentido, alimentos orgânicos agregam os dois valores – nutrição e satisfação. São mais saborosos e resultam em receitas extremamente agradáveis ao paladar.

Benefícios ao meio ambiente

Como você pôde perceber, a produção de alimentos orgânicos é mais natural do que aquela praticada pela indústria agrícola, o que gera implicações muito importantes na preservação do meio ambiente. Por isso, a adoção de uma alimentação orgânica não é um passo apenas para melhorar sua saúde, mas também pra contribuir com a sustentabilidade.

Solo

O constante uso de aditivos químicos na agricultura contamina o solo. O que acontece é que o primeiro ano de produção é maravilhoso e gera excelentes resultados. No segundo, a produção começa a cair e são necessários mais produtos químicos pra reverter a situação. Esse processo dura até que o solo não seja mais capaz de suportar a produção intensa.

Na produção orgânica, a saúde do solo também é levada em consideração. Isso porque é realizada uma constante rotação de culturas: a cada colheita, alimentos diferentes são plantados em cada local pra que o solo mantenha-se rico. Nesse sentido, também evita-se a erosão e o esvaziamento de nutrientes, fundamentais para as culturas.

Água

E não é apenas o solo que fica contaminado com o tempo. A água também sofre essas consequências, tanto aquela oriunda da irrigação, quanto a vinda da chuva. Depois de penetrar no solo, ela atinge o lençol freático, podendo levar produtos químicos pra outras regiões e até mesmo afetar o consumo de água das populações próximas à plantação.

Animais

Ao dispensar o uso de pesticidas, a vida silvestre também é preservada. Afinal de contas, um defensivo agrícola capaz de eliminar pestes, também pode afetar os outros animais que vivem próximo ao local de plantio.

Benefícios à sociedade

Produtos químicos que prejudicam a saúde e o meio ambiente existem e continuam sendo utilizados por um motivo: esses recursos permitem que as plantações agrícolas tradicionais sejam enormes e produzam em abundância.

A produção orgânica ainda não atinge as proporções da indústria nem tem essa ambição. Isso porque é realizada por pequenos produtores, que conseguem ter um controle maior da plantação e fazem tudo com base em um esquema de subsistência.

Na prática, a adoção de uma alimentação orgânica beneficia imensamente os pequenos agricultores. Faz parte do nosso papel como cidadãos escolhermos os alimentos produzidos pelos pequenos núcleos familiares que tiram da terra a sua fonte de renda.

Onde encontrar alimentos orgânicos?

Depois de conhecer todos os benefícios da alimentação orgânica, muitas pessoas decidem incluir os alimentos orgânicos em sua rotina. Sabendo disso, o mercado agiu pra que chegassem ao maior número possível de pessoas. Por esse motivo, não são impossíveis de serem encontrados.

Serviços online

Pra quem quer incorporar a alimentação orgânica à sua rotina e não quer ter trabalho, existem as opções mais práticas do mercado. Estamos falando das empresas que entregam refeições orgânicas diretamente na sua casa ou trabalho. Basta fazer o pedido pela internet.

A primeira vantagem desse tipo de serviço está no fato de que os ingredientes são negociados diretamente com os pequenos produtores. Além disso, são preparados com todos os cuidados que uma alimentação saudável merece.

Com esse tipo de serviço é possível encomendar as refeições de acordo com a sua necessidade. Isto é, você pode pedir kits, compostos por refeições e snacks, pode optar por cardápios vegetarianos, entre tantas outras alternativas que facilitam sua vida.

Mercados

Encontrar os produtos ideais pra uma boa alimentação orgânica é questão de procurar a melhor alternativa pra sua rotina. Além dos mercados especializados em orgânicos, há grandes redes que reservam algumas seções pra este tipo de alimento.

Feiras

Em algumas cidades, a oferta pode ser ainda maior graças às feiras locais inteiramente abastecidas com produtos orgânicos, e frequentadas por muitos visitantes ávidos por alimentos saudáveis.

Uma pesquisa básica na internet pode ajudar você a descobrir se alguma feira de produtos orgânicos é realizada perto da sua casa.

Como se aproximar dos pequenos produtores?

Pra encontrar alimentos orgânicos de qualidade é preciso estar próximo dos pequenos produtores. Mas isso não significa que você terá que se deslocar até a plantação. Na realidade, esse movimento é muito mais simples do que parece. O segredo está em escolher produtos de empresas que sejam parceiras de pequenos produtores.

Um dos pilares da Liv Up é exercer o seu papel na escala produtiva dos alimentos orgânicos. Isto é, aliar-se a esses produtores, gerando demanda para os seus produtos. Dessa forma, incentivamos o desenvolvimento da agricultura familiar e, ao mesmo tempo, garantimos que você tenha refeições saborosas e nutritivas.

Como garantir a origem dos ingredientes orgânicos?

É preciso atenção na hora de comprar esses produtos. Os alimentos orgânicos produzidos corretamente têm uma certificação emitida pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica. Essa é uma iniciativa do Inmetro, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e dos órgãos responsáveis locais.

Pra que a marca receba o selo de alimento orgânico, é preciso que os produtores passem por uma avaliação a fim de verificar se a sua produção está de acordo com os critérios estabelecidos. Esse procedimento permite que o consumidor tenha total confiança nos produtos que adquirir.

Ah! É importante lembrar que esse selo não é necessário quando pequenos agricultores vendem seus produtos diretamente para os consumidores finais.

Alimentos orgânicos são mais caros?

Existe uma percepção de que os alimentos orgânicos são mais caros do que aqueles provenientes do plantio tradicional. A realidade é que a sua produção é mais custosa justamente porque é realizada por pequenos produtores que não têm os mesmos recursos aos quais a indústria agrícola tem acesso. Mas não é preciso que os valores sejam tão díspares entre as duas produções. O segredo é encontrar a fonte correta pra comprar os seus ingredientes.

Como incluir esses alimentos no seu cardápio?

Atualmente, é possível encontrar praticamente todos os alimentos do seu dia a dia em sua forma orgânica. Frutas, verduras, legumes, cereais, grãos, carnes vermelhas, frango, ovos, leites e derivados… e não existe nenhuma regra específica pra consumir os alimentos orgânicos, ok? Você pode prepará-los normalmente em sua casa e sentir as diferenças de sabor em cada garfada.

Como você viu, optar pela alimentação orgânica é fazer uma escolha pela sua saúde, pelo meio ambiente e pelo fortalecimento dos pequenos produtores. Então, que tal criar o hábito de incluir alimentos orgânicos em sua rotina?

Se você busca mais praticidade no dia a dia, mas não abre mão de refeições saborosas e produzidas com alimentos orgânicos, entre em contato com a Liv Up!

Você vai gostar de ver…

empanado de frango

Empanado de frango: aprenda versões saudáveis da milanesa

Gostosos, práticos e saudáveis. Isso mesmo, saudáveis. Apesar de terem se popularizado em cadeias de fastfood ou como um dos alimentos congelados mais consumidos, os empanados de frango, conhecidos como

manteiga ghee

Manteiga ghee é mais saudável? Saiba se vale a pena trocar

Quando o assunto é culinária, a gente sabe que a manteiga é um daqueles alimentos queridinhos, que empresta o seu sabor para diversos preparos. Do simples pãozinho com café até

pessoa preparando um jantar saudável

Nutri responde: o que jantar para emagrecer?

Priorizar refeições saudáveis e mais leves é uma das principais estratégias para quem busca uma reeducação alimentar ou uma perda de peso saudável. Aliado a outros hábitos, o cuidado com

Permissão de cookies

Coletamos informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para melhorar o funcionamento das páginas, mensurar a audiência e oferecer uma melhor experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.