Mudando sua alimentação

Ultracongelamento: o que é, para que serve e por que é tão eficiente?

setembro 19, 2016

Ao contrário do que muita gente pensa, é possível consumir uma comida gostosa, saudável e prática. E não estamos falando de produtos industrializados e repletos de conservantes, mas de alimentos frescos, orgânicos e com alto valor nutricional.

O ultracongelamento de alimentos é o processo que utilizamos na Liv Up o qual nos dá a possibilidade de levar comidas gostosas e naturais até você. Devido ao uso dessa técnica — importada da Itália — conseguimos preparar as mais variadas refeições e congelar os produtos antes de serem consumidos.

Ok, ok… Já falamos diversas vezes que nossa comida congelada é diferente por conta desse sistema. Mas o que é, de fato, o tal do ultracongelamento de alimentos? Leia este textão até o fim e descubra as principais diferenças entre ele e o simples processo de congelar os itens em freezers comuns.

O que é ultracongelamento de alimentos?

Desde os primórdios há uma busca por maneiras de manter a qualidade, o sabor e a textura dos alimentos por mais tempo e o avanço da tecnologia permitiu a substituição de métodos rudimentares por procedimentos mais modernos e eficientes como o ultracongelamento de alimentos.

Devido à possibilidade de longa duração dos produtos, sua implementação tem sido responsável por mudar a nossa relação com a comida. O processo é bem diferente do congelamento tradicional — aquele que você faz quando coloca a refeição pronta no congelador de casa ou até mesmo em freezers industriais.

Também conhecido como flash freezing, é uma técnica que acontece de maneira bem rápida. É tipo o “The Flash”, mesmo! Com o equipamento especial que utilizamos, o alimento chega a temperaturas negativas (-18ºC) rapidamente — e é aí que está a grande diferença!

Essa refrigeração acelerada em temperaturas abaixo de zero muda tudo, já que o processo não provoca mudanças na estrutura da célula de cada ingrediente. O resultado é uma comida que, mesmo depois de descongelada, ainda consegue manter suas características nutricionais praticamente intactas.

Dessa forma, além de consumir pratos saudáveis e nutritivos, o ultracongelamento permite que você saboreie refeições com sabores idênticos às iguarias preparadas na hora.

Com isso, além de facilitar o dia a dia de quem não tem tempo de preparar a própria comida, nosso processo costuma agradar até os paladares mais exigentes.

Quais as diferenças entre o ultracongelamento e o congelamento caseiro?

Quando a comida é congelada em casa ou em qualquer equipamento comum, mesmo que industrial, o processo é muito mais demorado. Essa lentidão forma cristais de gelo  no alimento. E o que acontece quando é descongelado? Todo o líquido formado derrete e vai embora.

É aí que tanto as vitaminas quanto o sabor vão literalmente por água abaixo, tendendo a deixar o alimento com um gosto meio aguado – isso sem falar na textura, que, dependendo do tipo do alimento, pode ser alterada completamente.

É por esse motivo que simplesmente não rola congelar algumas coisas. No entanto, com o ultracongelamento tudo é possível.

Outro risco do congelamento caseiro é a possibilidade de desenvolvimento de bactérias, reações químicas e/ou enzimáticas as quais podem alterar a qualidade dos gêneros alimentícios.

De forma resumida, no congelamento comum a demora do processo faz com que se formem macrocristais de gelo, que podem modificar a estrutura do alimento e afetar suas características organolépticas (cor, sabor, cheiro e textura) e nutricionais.

Já com a incrível técnica do ultracongelamento não são formadas grandes placas de gelo no produto, apenas microcristais de água. Esse procedimento é realmente vantajoso, visto que a estrutura do alimento não muda, ficando do jeitinho que foi para o freezer.

Só assim você tem uma comida deliciosa, como se tivesse acabado de preparar aí na sua casa.

Quais os benefícios do ultracongelamento?

As comidas congeladas ganharam um novo status. Há não muito tempo elas eram consideradas sem graça e pouco nutritivas, mas atualmente são consideradas alternativas práticas e saborosas para o dia a dia.

Pode esquecer aquela história de consumir a mesma coisa no almoço e jantar e até mesmo repetir mais um dia.

Ter a opção de pratos congelados individuais no seu freezer dá a possibilidade de variar o que comer em cada refeição, o que proporciona muito mais nutrientes e menos monotonia na sua vida. Isso também diminui o desperdício de alimentos, já que você só descongela o que vai comer na hora.

Aderir ao ultracongelamento oferece a oportunidade de ter disponível em pouquíssimos minutos diversos pratos elaborados por verdadeiros chefs de cozinha. Outra vantagem é que a comida ultracongelada não é inimiga de quem quer manter uma rotina saudável, não! Muito pelo contrário: ela acaba sendo uma grande aliada na hora de manter uma alimentação balanceada e nutritiva.

Mas será que comida congelada é a mesma coisa que comida fresquinha, feita na hora? Não perde nutrientes importantes? Não fica sem graça? Se você ainda tem essas dúvidas, então realmente precisa experimentar nossas comidas ultracongeladas para comprovar os benefícios que esse procedimento oferece. Confira quais são!

1. Cumprimento das normas da Anvisa

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, os alimentos preparados devem ser mantidos em temperaturas inferiores a 60ºC por, no máximo, 6 horas. Já quando são resfriados, a temperatura ideal dos produtos deve ser inferior a 5°C — isso porque a variação de 5º a 57º representa perigo.

Como no ultracongelamento de alimentos as temperaturas são negativas, o risco de proliferação de bactérias é praticamente nulo.

2. Eliminação do uso de conservantes

Em nossos processos não há nenhuma adição de conservantes, estabilizantes ou corantes, pois os alimentos são preparados de maneira natural. Além disso, as características sensoriais dos pratos e snacks elaborados artesanalmente não sofrem alterações pela técnica de ultracongelamento. O resultado são comidas práticas, saudáveis e altamente saborosas.

3. Preservação dos nutrientes

Muitas vitaminas são solúveis em água. É o caso da vitamina C e todas as vitaminas do complexo B, que são importantíssimas para nossa saúde. Sabe o que acontece quando congelamos algo pelo procedimento normal?

Aquelas placas de gelo que são formadas e depois derretidas carregam um monte dessas vitaminas, as quais se diluem na água. Porém, com o ultracongelamento é diferente: como não há a formação desse líquido, a vitamina vai para onde realmente deve ir: seu organismo.

4. Diminuição dos riscos de contaminação

Além dos benefícios em relação ao aspecto nutricional os alimentos congelados também oferecem mais segurança a quem vai consumi-los, pois o procedimento faz com que as comidas preparadas não fiquem suscetíveis a contaminações.

Existem milhares de detalhes na produção de alimentos que precisam ser pensados para evitar a contaminação por bactérias (principais causadoras de problemas com intoxicação alimentar, por exemplo). Para evitar tudo isso, é preciso que a comida saia do fogão e vá para o gelo.

Os restaurantes precisam colocar a comida que não vai ser consumida na hora em baldes de gelo para resfriar mais rápido. No entanto, os superpoderes do ultracongelamento nos livram disso. Ao submeter as comidas a esse procedimento logo após o preparo evita-se que elas fiquem dando sopa para a formação de grandes famílias de bactérias, o que também significa uma vantagem em relação à higiene.

5. Mantimento da textura da comida recém-preparada

Se você já experimentou congelar batata, por exemplo, sabe que simplesmente não rola, pois ela fica aguada e com uma consistência muito esquisita. Entretanto, o ultracongelamento de alimentos não altera a textura deles. Basta comer alguns de nossos pratos com batatas para saber do que estamos falando.

E as nossas batatinhas? São deliciosas como se tivessem acabado de ser preparadas. E não é apenas esse alimento que ganha com isso, não. Tudo fica bem mais gostoso com o ultracongelamento, inclusive os legumes, que não têm aquele aspecto de vegetais congelados, moles e sem graça.

6. Conservação do sabor

Não é somente a consistência dos alimentos congelados que é mantida. Nossa comida não fica aguada e sem sabor. Tudo fica onde deve ficar. Ou seja, além da textura, características como o aroma e o gosto são mantidas perfeitamente – como não levam conservantes, suas qualidades nutricionais não são alteradas.

Com o processo de ultracongelamento de alimentos a comida fica da mesma maneira como se tivesse acabado de sair do fogo. E olha, meus amigos, nada como ter o sabor dos alimentos da Liv Up, não é mesmo? Se você ainda não provou, está na hora de experimentar!

Qual o tempo de armazenamento ideal dos alimentos congelados?

Outro ponto positivo do ultracongelamento de alimentos é o tempo que eles podem permanecer armazenados: até 24 meses! Incrível, não? Isso significa que, além de manter as características dos alimentos congelados por um longo período, a praticidade é outro aspecto importante do processo.

Nesse contexto, a falta de tempo não pode mais ser utilizada como desculpa para não desfrutar de uma refeição saudável, nutritiva e balanceada. A seguir, confira o tempo ideal de armazenamento para alguns tipos de alimentos:

  • pratos prontos e sorvetes: 15 a 24 meses;
  • frutas e legumes: 24 meses;
  • massas e bolos: 12 meses;
  • produtos pré-cozidos: 24 meses;
  • carnes e aves: 18 meses;
  • alimentos marinhos: 24 meses;
  • peixes: 10 meses;
  • peixes empanados: 24 meses.

No entanto, é preciso etiquetar as embalagens com a data de congelamento para não correr o risco de exceder o prazo de validade recomendado.

Como deve ser a higiene com esse tipo de processo?

Quando o assunto é comida, a limpeza é um fator essencial no quesito rentabilidade — principalmente durante a alta temporada de preparo dos produtos. Isso porque quando são higienizados de maneira correta, não se corre o risco de contaminação e/ou alteração na estrutura dos alimentos.

Nesse caso, eles se mantêm conservados por longos períodos, permitindo que sejam utilizados no preparo de pratos mesmo quando alguns alimentos não estejam em sua época. Além disso, a limpeza e conservação adequadas nesse tipo de processo possibilita que itens considerados sazonais fiquem disponíveis durante o ano todo.

Por isso, a higiene deve ser realizada com muito rigor, atenção e cuidado, afinal, alguns microrganismos podem sobreviver em temperaturas baixas. Dessa forma, tanto as mãos quanto as ferramentas e equipamentos utilizados no manuseio e preparo dos alimentos precisam ser bem-lavados e desinfetados.

Outro aspecto importante da segurança e higiene alimentar é que não se devem resfriar alimentos que já foram descongelados uma vez. Isso porque o processo pode provocar a proliferação de bactérias.

Como garantir a manutenção e qualidade dos equipamentos por mais tempo?

Ao escolher um freezer do tipo ultracongelador, procure por um modelo que ofereça mais simplicidade no uso e uma maior facilidade de higienização. Isto é, além do ciclo de limpeza ser o mais amplo possível, ele também deve ser rápido e eficiente — contemplando, inclusive, os ventiladores.

Para que o equipamento funcione da melhor forma possível é preciso respeitar suas indicações de manuseio, bem como os processos de revisão. A manutenção adequada contribui tanto para uma maior durabilidade dos utensílios quanto para a segurança alimentar.

Como funciona o processo de descongelamento?

Quando realizamos o descongelamento manual, ou seja, retiramos a comida do freezer para que ela derreta em temperatura ambiente, permitimos que o alimento volte ao seu estado natural. Porém, apesar de manter suas propriedades, texturas e sabores, o processo pode ocasionar a multiplicação de microrganismos que são prejudiciais a nossa saúde.

Já nas condições negativas (que podem variar de -18ºC a -2ºC), esse risco praticamente não existe. Apesar disso, após o descongelamento do alimento é preciso consumi-lo em até 3 dias. Caso não seja consumido no mesmo dia, o prato deve ser armazenado em uma geladeira convencional para evitar a proliferação de bactérias.

É preciso manter a comida no ultracongelador?

Agora que você já entendeu os benefícios que o ultracongelamento traz, pode restar uma dúvida: é preciso manter a comida nesse aparelho? Será que se eu colocar o alimento no freezer de casa ele vai continuar tão bom?

Depois desse processo de resfriar alimentos de forma rápida as refeições podem ser transferidas para qualquer freezer convencional por até seis meses. Esse método também garante a preservação da comida, mantendo-a adequada para comer por todo esse tempo. Portanto, pode ficar tranquilo: é só guardar direitinho assim que chegar e não deixar descongelar.

Como pôde ser percebido, o ultracongelamento de alimentos possui uma série de vantagens em relação ao congelamento tradicional. Além de manter as características do alimento, como sabor, textura, aroma e afins, também são preservados os valores nutricionais, fazendo com que os alimentos congelados sejam uma opção para aqueles que pretendem ter uma vida saudável mesmo na loucura do dia-a-dia.

Esse procedimento da Liv Up também proporciona a variedade dos pratos, oferece praticidade devido ao longo tempo de armazenamento de cada refeição e ainda garante segurança ao diminuir as chances de contaminação dos alimentos e ao dispensar o uso de conservantes. Tudo isso sem falar na diminuição do desperdício de comida.

Quer ficar por dentro de novos conteúdos como este? Então siga os perfis da Liv Up no FacebookTwitter e Instagram e acompanhe nossas novidades sobre ultracongelamento de alimentos em primeira mão.

Você também pode gostar

Scroll Up