Mudando sua rotina

Você sabe o que é equilíbrio emocional e qual sua importância?

agosto 15, 2018
As emoções que carregamos têm enorme peso na maneira como encaramos os problemas e buscamos soluções no dia a dia. Conseguir o equilíbrio emocional é um grande desafio que refletirá na serenidade necessária para lidar com acontecimentos desagradáveis e impedir que fatores externos desestabilizem as emoções.
E mantê-las sob controle é uma busca constante, já que a rotina corrida, as pressões no trabalho, o trânsito e até mesmo a alimentação inadequada desfavorecem um estilo de vida harmonioso. O desequilíbrio emocional prejudica a habilidade de ver situações por outros ângulos e de tomar boas decisões.
Neste post você vai entender a importância do equilíbrio emocional e como desenvolvê-lo no cotidiano, com ações simples e eficazes. Confira!

Sinais de alerta emitidos pelo corpo 

Antes de qualquer coisa, é importante identificar os sinais que seu corpo transmite quando está em desequilíbrio. Veja alguns deles:
  • queda excessiva de cabelo;
  • impaciência;
  • medo;
  • irritação;
  • tonturas;
  • dores de cabeça constantes;
  • baixa imunidade;
  • distúrbios estomacais e cardíacos;
  • insônia;
  • dores no corpo;
  • falta de atenção e de concentração.

O autoconhecimento é a chave da mudança

Saber o que precisa mudar é o primeiro passo para encontrar o equilíbrio emocional. É importante identificar os pontos que devem ser trabalhados e quais são os gatilhos que ativam as crises nervosas. Pense em como você reage quando alguém responde com rispidez. O que dá vontade de fazer?
Tente não se julgar. Veja quais são as suas respostas diante de imprevistos desagradáveis. A partir do momento em que já sabe o que costuma tirar você do sério, pense em como seriam suas ações se fossem menos inflamadas.

Dicas para alcançar o equilíbrio emocional

Acalme a sua mente 

Já parou para pensar que passamos o dia inteiro estimulando o cérebro com pensamentos e informações? Tente tirar uma parte do dia para se desconectar de qualquer tipo de aparelho eletrônico e faça algo que proporcione relaxamento e satisfação pessoal.
Vale cuidar de plantas, dar uma volta a pé pelo bairro, meditar, ouvir uma boa música. É importante estabelecer uma rotina para que a mente entenda que há uma pausa necessária e revigorante. Você também pode criar o hábito de saborear um chá relaxante após o banho enquanto lê um bom livro, por exemplo.

Alimente-se melhor

As escolhas alimentares têm impacto direto no corpo e na mente. Alguns alimentos potencializam a agitação e o estresse, como café, álcool, açúcar e sal em excesso. Além disso, a falta de alguns nutrientes no organismo também pode interferir nas emoções. Por outro lado, optar por uma alimentação balanceada favorece bastante o equilíbrio emocional. Veja alguns exemplos para incluir em seu cardápio:
  • oleaginosas: amêndoa, pistache, avelã e castanha-do-pará são ricas em antioxidantes, que reduzem o cansaço excessivo;
  • batata doce: rica em magnésio, que auxilia no controle da angústia e da tristeza;
  • banana: contém triptofano, substância que atua na produção de serotonina, aumentando o bom humor e o relaxamento;
  • cacau: contém flavonoides, que estimulam a produção de endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar. Melhora os níveis de serotonina também.

Tenha boas noites de sono

É durante o sono que o corpo se recupera do dia que terminou. Nesse período, ele pode reforçar a imunidade, renovando as células e neutralizando os radicais livres. É também durante uma boa noite de sono que acontece a restauração do sistema nervoso central, permitindo que os neurônios possam transmitir informações adequadas entre eles. Por isso, dormir mal gera irritação, confusão mental e alterações de humor.
A dica é dormir pelo menos entre sete e nove horas para garantir qualidade de vida. Para ajudar a ter um sono tranquilo, não consuma alimentos pesados à noite; prefira sopaslegumes ou outro tipo de refeição mais leve. Evite cafeína antes de dormir e mexer no celular ou assistir à televisão pelo menos uma hora antes de se deitar.

Pratique atividades físicas

Os exercícios físicos melhoram a qualidade de vida, reestruturam o sono e liberam hormônios importantes para manter o bem-estar. O ideal é procurar uma atividade que tenha afinidade com seu estilo. Práticas como pilates e yoga são boas alternativas para quem não gosta de academias tradicionais e ajudam bastante a manter o equilíbrio emocional.
Caminhar, correr, nadar, andar de bicicleta. Não importa! Vale de tudo para colocar o corpo em movimento e garantir os benefícios que a prática constante de exercícios pode proporcionar: diminuição dos níveis de ansiedade e depressão, aumento de autoestima, consciência corporal, flexibilidade e fortalecimento muscular.

Faça atividades que tragam sentido à sua vida

Dedicar parte do seu tempo a atividades voluntárias, que ajudem a sociedade de alguma maneira, pode trazer um grande retorno para você. Quando nos colocamos disponíveis para ajudar alguém, os maiores beneficiados somos nós mesmos. Ajudar aos outros aumenta a felicidade porque agrega sentido à vida.
Além disso, quando nos deparamos com pessoas que se encontram em uma situação pior do que a nossa, temos a oportunidade de reavaliar nosso comportamento e perceber que estamos dando importância demais para algo que pode ser resolvido de forma mais simples, com uma mudança de pensamento ou de atitude. Isso pode despertar ainda o sentimento de gratidão que, substituído pelo hábito de reclamar, vai tirar o peso de muitas situações.

Busque autoconhecimento

Uma das melhores formas de alcançar o equilíbrio emocional é entrar em contato com você mesmo. Afinal, se você conhece a fundo seus medos, objetivos, sonhos e frustrações, fica mais fácil agir e trabalhar diante deles.
A meditação é uma excelente maneira de buscar o autoconhecimento. Tire pelo menos 15 minutos de seu dia para praticá-la. Busque um local tranquilo, sente-se ou deite-se de forma confortável. Feche os olhos e respire várias vezes, inspirando pelo nariz e soltando pela boca lentamente.
Concentre seus pensamentos em sua respiração. No início, sua mente vai ficar agitada, mas aos poucos você vai aprender a deixar os pensamentos acelerados em segundo plano. Essa prática é muito importante para que você desenvolva a atenção plena no presente e libere, aos poucos, o estresse e a ansiedade.
Para ajudar, você pode utilizar aplicativos de meditação guiada. O HeadSpace, por exemplo, ensina algumas técnicas de respiração e de atenção plena com exercícios diários de apenas alguns minutos. 

Respire fundo diante de situações estressantes

A meditação pode ajudar bastante no dia a dia, mas existe outra técnica muito interessante que ajuda a lidar com situações estressantes.
Com certeza você já ouviu o conselho de alguém para respirar fundo antes de tomar uma atitude de cabeça quente. Em situações extremas, a respiração se torna ofegante e curta. Nesses momentos, tente a técnica do 4-7-8. Não sabe como funciona? A gente explica!
Você deve inspirar pelo nariz contando até quatro. Prenda a respiração por sete segundos. Em seguida, solte o ar pela boca por oito segundos. Repita a técnica quantas vezes for preciso, até que você se acalme e possa agir tranquilamente.

Aceite o que não pode ser mudado

Nem tudo na vida vai ser da maneira como você espera. E tudo bem! Não há problema nenhum em sair um pouco do planejamento, encontrar pessoas que pensem diferente de você ou lidar com algum imprevisto no meio do caminho. Essas coisas acontecem e você não precisa se desesperar. Acredite, tudo se ajeita! Liberte-se do que não é de sua responsabilidade ou não está ao seu alcance para que seja resolvido.
Além disso, evite prender-se às expectativas. Se você “apostar todas as fichas” nelas, certamente a frustração vai tirar o seu equilíbrio emocional. Procure lidar com as decepções e veja como uma oportunidade de amadurecimento.
Neste post, falamos sobre o equilíbrio emocional e alguns hábitos que podem ajudar você a adquiri-lo. Vale dizer que esse processo não tem uma fórmula nem um tempo mínimo para dar certo. Tudo depende de como você encara as situações e do seu empenho em aplicar essas dicas em seu cotidiano.
Gostou das dicas? Aproveite para compartilhar este post nas redes sociais e ajude seus amigos a encontrarem o equilíbrio emocional também. Até a próxima!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up