Mudando sua alimentação

Você sabe o que são alimentos reguladores? Entenda aqui!

abril 30, 2019

Você já sabe que manter uma alimentação saudável é um dos principais pilares para o bom funcionamento do nosso organismo, né? E saudável não quer dizer fit, light nem diet. Estamos falando de comida de verdade: produtos naturais, frescos e, de preferência, orgânicos.

Alimentos assim têm nutrientes importantes em quantidades significativas, que dão mais energia, disposição e qualidade de vida pra nós. Dentre eles, aparecem os chamados reguladores, fundamentais em nossas refeições diárias.

Responsáveis por controlar várias funções vitais do nosso corpo, os alimentos reguladores são ricos em fibras, vitaminas e sais minerais. Esses micronutrientes atuam sobre o nosso sistema imunológico, regulam a digestão, melhoram a circulação sanguínea, a produção de energia e por aí vai.

A gente vai te contar mais sobre isso já, já. É só você continuar a leitura — na sequência, vamos falar um pouco sobre as principais vantagens de se consumir alimentos reguladores pra nossa saúde. Acompanhe!

Quais são seus benefícios?

Os alimentos reguladores controlam diversas funções do organismo. Isso porque eles são fonte de vitaminas e minerais essenciais para o nosso metabolismo, sem os quais vários processos vitais ficariam comprometidos. Estamos falando até mesmo de mecanismos muito básicos, como a produção de energia, a contração dos músculos e o combate aos famosos radicais livres. É muito poder mesmo!

Representados principalmente pelas frutas, verduras e legumes, eles podem auxiliar no fortalecimento dos ossos, no bom estado de estruturas como a nossa pele, nossos cabelos e até nossas unhas, além de ter uma participação especial na queima de gordura.

Se você ainda não se convenceu da sua importância, calma que ainda temos muito pra contar sobre eles e sobre o papel que desempenham.

Facilitam a digestão

Como a gente já disse, esses alimentos são fonte de vitaminas e sais minerais. Dentre esses micronutrientes, alguns são responsáveis por regular o funcionamento do intestino, combatendo a temida prisão de ventre e até prevenindo o sufoco de uma diarreia. Ainda são ricos em fibras, que ajudam a melhorar a absorção dos nutrientes e as atividades do nosso trato digestivo — benditos sejam, hein?!

Reparam os tecidos

Devido ao seu teor de sais minerais, esses alimentos são essenciais na regulação da atividade de algumas glândulas e na construção de tecidos, incluindo o ósseo, o sanguíneo e o nervoso. Assim, além de ajudar a sustentar o nosso corpo, eles participam da atividade metabólica, potencializam as defesas do organismo, otimizam o transporte de nutrientes e colaboram até com os nossos movimentos.

Atuam no sistema imunológico

Você já sabe que o sistema imunológico tem a finalidade de proteger o organismo de agentes nocivos, como vírus, fungos, bactérias e parasitas, certo? Os alimentos reguladores têm componentes que atuam diretamente nesse sistema, auxiliando inclusive na prevenção contra infecções provocadas por microrganismos.

Tá, mas quais são os melhores alimentos reguladores?

Uma das principais características dos alimentos reguladores é que eles podem ajudar na construção e no controle de estruturas e funções do nosso corpo. E o contrário também é verdade: sua deficiência pode diminuir o apetite, causar irritabilidade, alterações intestinais e até deixar seus cabelos e unhas mais fracos, entre tantos outros problemas.

Portanto, pra manter tudo aí dentro funcionando plenamente, faz bem acrescentar alguns integrantes desse grupo na sua rotina alimentar. E não tem essa de melhor ou pior: todos são bons, e você só tem a ganhar com a variedade.

Olha só alguns exemplos que não podem faltar na sua mesa.

Abacate

Além do alto teor de gorduras boas, o abacate tem nutrientes essenciais como o potássio, o fósforo e as vitaminas A, C e E na sua composição. Por causa disso, ele pode ajudar na produção de energia, na saúde dos olhos e no combate aos tão falados radicais livres.

Ameixa

Essa fruta, um poderoso laxante, ajuda a manter os níveis de colesterol saudáveis, além de fortalecer o sistema imunológico e equilibrar o sistema nervoso.

Banana

A banana apresenta inúmeros minerais em sua composição como o magnésio, o fósforo e o potássio. Por isso, ajuda seu sistema nervoso, sua absorção de nutrientes e até na sua contração muscular — pois é, parece que aquela história de câimbra tem fundamento!

Morango

Fonte de um monte de vitaminas como A, C, E, B5 e B6, os morangos também contêm flavonóides, um importante antioxidante, na sua composição. Então não deixe essa belezinha de fora da sua alimentação: dá pra consumir in natura, em sucos, vitaminas, saladas de frutas e por aí vai. Ah, e prefira os orgânicos: a lavoura de morango convencional é uma das campeãs no uso de agrotóxicos.

Tomate

Ele é rico em licopeno (um pigmento que dá cor ao fruto) e diversos antioxidantes. O tomate ainda é fonte de vitaminas A, C e do complexo B, e tem sais minerais importantes como o cálcio e o potássio, relacionados aos seus movimentos musculares e à integridade dos ossos.

Laranja

Cheia de micronutrientes como a vitamina C e o cálcio, a laranja traz um monte de benefícios pra gente — do fortalecimento do sistema imunológico ao cuidado com a pele. Se consumida com o bagaço, ainda é uma fonte bem bacana de fibras, contribuindo com o intestino e até com a saúde cardiovascular.

Viu só como os alimentos reguladores são essenciais para uma rotina com mais energia, disposição e pique? Por isso mesmo — e obviamente porque são muito gostosos — é sempre uma boa ideia acrescentá-los ao seu cardápio.

Se você curtiu saber mais sobre esse assunto e quer aprender um pouco mais, continue a visita aqui no blog! Tem um post sobre os principais tipos de nutrientes e sua importância no nosso organismo, vai que você gosta também? Corre lá 🙂

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up