Mudando sua alimentação

Guia Low Carb: Tudo que você precisa saber desse estilo de vida

novembro 6, 2018

Nos últimos anos, a busca pela mudança de hábitos alimentares nunca esteve tão em alta.

Neste contexto, imaginamos que certamente em algum momento você já deve ter escutado falar sobre “dietas Low carb” “alimentação Low carb” ou “estilo de vida Low Carb”.

Por isso criamos um Guia Low Carb, assim você pode tirar todas as suas dúvidas

Mas afinal, o que é Low Carb? Como este tipo de alimentação pode me auxiliar na melhora da minha saúde e qualidade de vida? Como inseri-la na minha rotina?

Nós da Liv Up não poderíamos deixar de responder todas estas questões, portanto vem mergulhar no universo Low Carb com a gente!

 

Guia Low Carb: O que é?

Low Carb, como o próprio termo em inglês já sugere, trata-se de “baixo carboidrato”, ou seja: A porcentagem de carboidrato da sua dieta sofre redução.

Por muito tempo acreditou-se que para perdermos peso e viver saudavelmente, necessitávamos cortar absolutamente as gorduras da dieta, afinal “gordura engorda, certo?”.

Porém, já sabemos que as gorduras devem fazer parte da nossa alimentação e que realmente precisamos dela.

Com os carboidratos não foi diferente. Muitas pessoas costumavam acreditar que os carboidratos eram vilões, e que para emagrecer com efetividade, era necessário excluir completamente os alimentos fonte de carboidratos da sua rotina alimentar.

Recentemente a dieta dukan teve grande adesão pelos brasileiros, por excluir totalmente os carboidratos.

Porém, este tipo de dieta é comprovadamente ruim para o organismo, e acaba trazendo dezenas de efeitos colaterais, não sendo incomum a retomada do peso inicial após o fim da dieta.

Seguindo Guia Low Carb, você não passa a comer menos carboidratos apenas para “secar para o verão” ou para buscar padrões inalcançáveis de beleza.

Você simplesmente modela a sua alimentação de forma que nenhum macro ou micronutriente é excluído, não sofre com efeitos colaterais de dietas restritivas, e claro, tem sua saúde melhorada a cada dia.

E acredite: você terá a clara percepção dos seus benefícios!

 

Como a redução de carboidratos pode me beneficiar?

Originalmente, as recomendações normais de carboidratos para a população brasileira são entre 45 a 55%, podendo chegar até 60%, segundo algumas resoluções de saúde.

Embora saibamos que os carboidratos são fundamentais para nossa saúde, pois são fonte de energia para o corpo e principalmente para o cérebro, já é de consenso geral entre a comunidade científica, que não precisamos de níveis tão altos de carboidratos na dieta da maior parte da população.

Isso porque, a maior parte da população não apresenta um gasto energético alto nas suas atividades diárias para justificar tanto carboidrato na sua rotina alimentar (do contrário, não haveria uma epidemia de sobrepeso, obesidade e doenças relacionadas).

Quando aderimos ao estilo Guia Low Carb, automaticamente passamos a usufruir dos seguintes benefícios:

  1. Menor armazenamento de gordura: Quando ingerimos mais carboidratos do que necessitamos, tudo que não foi utilizado pelo corpo é estocado em forma de gordura corporal, o que a longo prazo, pode ocasionar o aparecimento de doenças relacionadas ao acúmulo de gordura corporal. E não é isso que queremos, certo?  Pois bem, ingerindo menos carboidratos, você garante que o corpo receba a energia necessária e não faça estoques significativos.
  2. Queima da gordura em excesso: Quando iniciamos a alimentação Low Carb, “educamos” nosso corpo a utilizar a gordura em excesso como fonte de energia, e não acumulamos excessos, ao contrário de uma alimentação rica em carboidratos.
  3. Saciedade: Diferentemente do que muitas pessoas pensam, a dieta Low Carb tem um poder de saciedade considerável, pois as calorias da sua refeição serão devidamente distribuídas entre proteínas, gorduras (boas) e claro, uma pequena quantidade de carboidratos.
  4. Sensação de bem estar: Aquela sensação de estufamento e fome precoce (principalmente após consumo de carboidratos simples) vão se tornar uma leve lembrança para você que vai optar pela alimentação Low Carb. Você vai se sentir disposto, leve e apto para realizar suas atividades. Perfeito, não é?
  5. Melhora nos níveis de glicose e perfil lipídico: A adesão à dieta Low Carb melhora os níveis de glicose sanguíneas (sendo muito benéfica para diabéticos) e nos níveis de triglicerídeos e colesterol.

 

Como aderir o Guia Low Carb

Existe certo consenso entre os profissionais da área da saúde na hora de indicar o guia Low Carb. A seguir, listamos a porcentagem de cada macronutriente e seus respectivos alimentos fonte, para você não errar na hora das compras!

 

  • Carboidratos: 20 a 30%

 

Como estamos falando em uma alimentação Low Carb, obviamente incluiremos alimentos com baixo nível de carboidratos, ou quantidades pequenas de alimentos com quantidades medianas de carboidratos.

Estes alimentos são normalmente de origem vegetal, portanto se você costuma “torcer o nariz” para este tipo de alimento, talvez você demore um pouco para se adaptar.

Principais alimentos para incluir: Folhas verdes em geral (alface, couve, agrião, rúcula, chicória, etc..), couve-flor, abobrinha, chuchu, berinjela, beterraba, cenoura, aspargo, brócolis e rabanete.

Frutas com baixo índice de carboidratos como abacate, amora, morango, pêssego, limão, açaí, framboesa, acerola, mirtilos, maracujá, damasco, cereja, ameixa e acerola.

 

 

  • Gorduras: 50 a 60%

 

Na alimentação Low Carb, os adeptos são geralmente desestimulados a sentir receio de ingerir gorduras, obviamente se estas forem de origem natural.

Esta pode ser uma mudança de hábito drástica, visto que não costumamos ingerir os alimentos ricos em gorduras boas com frequência. Mas a Low Carb te beneficia neste ponto também!

Principais alimentos para incluir: Oleaginosas como nozes, castanhas e amêndoas. Azeites de oliva e linhaça, também podem ser utilizados para atingir os níveis de gordura diários.

 

 

  • Proteínas 30 a 40%

 

Alimentos de origem animal e suplementos proteicos costumam contemplar os níveis de proteínas diários com sucesso.

As proteínas são as estrelas dos pratos Low Carb, portanto sugerimos que você procure variar as qualidades e aproveite assim, os benefícios e sabor de todas.

Principais alimentos para incluir: Carne vermelha magra, peixes, frango, ovos, leite, soja e laticínios como queijo minas e iogurtes naturais.

 

Tendo em vista as porcentagens e alimentos para incluir na alimentação, é importante termos em mente 2 pontos: Primeiro, devemos sempre procurar orientação nutricional para fazer a adesão de forma correta, balanceada e adequada ao seu estilo de vida, condição de saúde e possibilidades.

Segundo, talvez você precise começar a aderir ao estilo de vida Low Carb de forma gradativa, principalmente se a sua alimentação sempre foi rica em carboidratos associados a outros hábitos alimentares inadequados.

O que também exige o devido acompanhamento nutricional, para evitar qualquer desconforto ou malefício à sua saúde.

 

Alimentos Low Carb liberados

Quando você começa a inserir a alimentação Low Carb na sua rotina, é normal nos sentirmos em dúvida sobre todos os alimentos que normalmente utilizávamos anteriormente.

Portanto, se você utiliza os alimentos a seguir, fique tranquilo: Você não precisará excluí-los da sua alimentação!

São eles: Chás naturais (preparados com a erva natural, saquinho ou em pó – todos sem açúcar), café (também sem açúcar ou com adoçante), suplementos alimentares (com supervisão nutricional).

 

Alimentos não recomendados em uma dieta low carb

Apesar de sabermos que não existem alimentos naturais que sejam proibidos na alimentação em geral, quando adotamos um estilo de vida Low Carb, alguns itens passam a não fazer mais parte da rotina alimentar. 

São eles: Batata inglesa, açúcar, biscoitos, pão francês (existem pães Low Carb no mercado que podem ser utilizados), massas, milho, arroz e feijão.

Vale ressaltar que, geralmente, após um período de adaptação à alimentação Low Carb, os nutricionistas costumam liberar estes alimentos em determinados dias da semana e em quantidades específicas, mediante estratégia alimentar combinada previamente com o paciente.

Por isso, frisamos novamente a importância de estar amparado por um profissional capacitado para montar um plano alimentar personalizado para você. Saúde em primeiro lugar, certo?

 

Alimentos para evitar em uma dieta low carb

Quando falamos em “alimentos proibidos” estamos falando não só em alimentos ricos em carboidratos, mas alimentos que não trazem benefício algum para saúde, muito pelo contrário.

Portanto, ao excluí-los, você não está só aderindo ao estilo de vida Low Carb, como preservando sua saúde e evitando doenças.

São eles: Refrigerantes, sucos industrializados (de caixinha ou pó), bebidas alcoólicas, salgadinhos de pacote, doces, biscoitos recheados, salgados de padaria, bolos recheados e ricos em açúcar e margarinas.

Entre os alimentos que não devem ser consumidos, também destacamos patês, salsichas, linguiças, presuntos defumados, salsichões entre outros embutidos.

Estes alimentos normalmente são indicados livremente em sites ou blogs de alimentação, por se tratar de alimentos proteicos, porém não recomendamos que você faça uso de nenhum deles.

Embora sejam utilizadas pequenas partes de proteínas nobres para fabricá-los, todos são ricos em sódio, conservantes e outras substâncias ruins para a saúde. E isso não combina com alimentação saudável, não é?

 

Gostou do nosso Guia Low Carb?

Como você viu, seguir um guia Low Carb traz vários benefícios e ao contrário do que muitas pessoas pensam, existe uma vasta lista de alimentos ricos em nutrientes e vitaminas essenciais para nossa saúde para incluir na sua alimentação. Só falta dar o pontapé inicial, certo?

Pensando nisso, nós da Liv Up separamos uma lista de refeições Low Carb para você começar hoje mesmo a mudar sua rotina alimentar para melhor e promover sua saúde! É só clicar e escolher!

 

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up