Mudando sua alimentação

Incremente seu cardápio com diferentes tipos de molho

julho 24, 2019

Um bom molho faz toda a diferença na receita: deixa o prato umedecido, suculento e ajuda a espalhar o sabor pela boca, dando aquele gostinho de quero mais. Seja pra regar as massas ou acompanhar os cortes de carnes, peixes e aves, eles até acrescentam nutrientes à refeição.

Mas não estamos falando de qualquer molho. Os artificiais e ultraprocessados contêm muito sódio e aditivos químicos, que não são legais para a saúde, e não são tão ricos nutricionalmente, já que não foram elaborados com ingredientes naturais. Por isso, o ideal é consumir opções caseiras. E aí, você sabe como prepará-los?

Neste post, vamos te contar um pouco sobre os benefícios dos molhos e dar uns toques sobre como fazê-los. Ficou curioso? Então, continue a leitura e confira tudo agora mesmo!

Tipos de molhos e seus benefícios

Já pensou que, se feitos com ingredientes frescos e saudáveis, os molhos são uma ótima oportunidade de enriquecer os pratos — nutricional e gastronomicamente falando? A seguir, veja o que os mais comuns trazem de bom.

Molho de tomate

Esse é um dos mais populares e que combina com muitas massas. Seu principal ingrediente, o tomate, é rico em licopeno, um pigmento que dá a cor à fruta e que é um poderoso antioxidante, capaz de combater o envelhecimento precoce e até alguns tipos de câncer.

O cozimento do tomate potencializa essa substância; por isso o molho é tão nutritivo. Além disso, ele pode levar cebola e alho, que fazem bem para a saúde do coração e são ricos em vitamina C (que também é antioxidante).

Molho à bolonhesa

O molho à bolonhesa é à base de tomates com carne moída, o que acrescenta proteínas à refeição e é capaz de baixar o índice glicêmico das massas. Isso porque o organismo leva mais tempo para digerir e absorver essas proteínas, reduzindo a velocidade em que os nutrientes de toda a refeição, incluindo a glicose dos carboidratos (massa), vai para o sangue.

Molho branco

Embora o molho branco tenha grande quantidade de gorduras, por conta da manteiga, ele pode ser um jeito bem gostoso de se consumir cálcio, já que é feito com leite. E, misturado a outro alimentos, ganha ainda mais sabor e nutrientes. Com brócolis, por exemplo, ele passa a ter vitaminas do complexo B e fibras, uma cor linda e um aspecto ainda mais apetitoso. Como não amar?

Molho vinagrete

Sabia que existem 2 tipos de vinagrete? Aquele feito com tomates, pimentões e cebola picados, que a gente costuma ver por aí, é chamado pelos chefs de molho campanha. Além de todos os benefícios do tomate e da cebola, que já mencionamos, ele agrega também as vitaminas A e C dos pimentões, que ajudam no sistema imunológico. Já o vinagrete tradicional, leva vinagre branco, suco de limão, pimenta do reino, azeite e mostarda Dijon – uh la la!

Molho pesto

O molho pesto é muito saudável. O azeite, que é abundante na receita, é cheio de gorduras boas como o ômega 3, por exemplo. O mesmo vale para as nozes, que dão um aspecto crocante especial. O manjericão, por sua vez, contém vitaminas C, K e A, ferro e magnésio. Já o queijo, parmesão ou pecorino, fornece cálcio. E tudo isso junto é uma explosão de sabor, que pode ser servido em saladas, massas e até no pão, como petisco — credo, que delícia!

Como preparar molhos?

Bom, agora que você já sabe o que os diferentes tipos de molho podem fazer pela sua saúde, vamos ajudar você a preparar alguns deles. Afinal, um molho bem gostoso e fresquinho faz toda a diferença né? Veja só.

Molho de tomate rústico

Para fazer um bom molho de tomates, começamos pelo tipo da fruta. Prefira o tomate italiano bem maduro, que é o apropriado. Comece dourando em azeite cebola e alho triturados.

Acrescente os tomates já sem pele e sem semente, bem picados, e deixe cozinhar no próprio caldo. Se for preciso, pode acrescentar um pouco de água. Quando estiver bem cozido e encorpado, coloque sal, pimenta-do-reino e ervas a gosto, como salsinha, cebolinha e manjericão.

Molho à bolonhesa

Pra começar, faça o molho de tomates da receita anterior e reserve. Você pode deixá-lo rústico mesmo (com pedaços) ou bater no liquidificador. Em uma panela, doure cebola e alho em azeite e refogue a carne moída até que fique bem soltinha. Tempere com sal e pimenta-do-reino, coloque o molho e tomates e deixe cozinhar até que os sabores fiquem apurados (alguém mais ficou com água na boca aí?).

Molho branco

O molho branco — ou bechamel — é uma delícia! Doure cebola triturada em bastante manteiga e coloque um pouco de farinha de trigo em seguida. Acrescente leite morno aos poucos, mexendo sempre pra não empelotar. Tempere com sal e noz-moscada e pronto! Você ainda pode colocar o brócolis, como já sugerimos, ou alguns tipos de queijo pra saborizar, como gorgonzola ou parmesão.

Molho vinagrete

Esse é um dos mais práticos e é ótimo para acompanhar aquele churrasco no fim de semana – claro que estamos falando da versão brasileiríssima, né? Pra fazê-lo, basta cortar em cubos: tomates, cebolas e pimentões. Aí, coloque tudo em uma tigela com um pouco de água filtrada (pra não ficar muito ácido), tempere com vinagre, azeite, alho amassado, cheiro-verde, sal e pimenta a gosto.

Molho pesto

Em uma tigela, junte azeite extravirgem, manjericão bem picadinho, nozes trituradas, alho amassado e queijo pecorino ou parmesão ralado. Misture até que fique uma pasta homogênea e tempere com sal e pimenta-do-reino. E só! Você pode guardar em um pote de vidro esterilizado para usar em até 5 dias, na geladeira, ou 3 meses, em freezer.

Onde comprar molhos saudáveis?

Se você é do time que não tem tempo pra cozinhar ou que não se dá muito bem com as panelas, os molhos prontos podem ser uma ótima opção. Mas atenção: fique sempre de olho no rótulo e na composição pra comprar os mais saudáveis, feitos por marcas que se preocupam de verdade com você.

A gente tem 3 tipos de molhos no cardápio: branco com parmesão, de tomates e pesto com espinafre. Eles são preparados de forma caseira, sem aditivos químicos e com ingredientes selecionados, depois ultracongelados pra conservar o sabor, os nutrientes e o frescor.

Assim, sempre que você precisar, basta retirar do congelador, aquecer em micro-ondas ou banho-maria e servir com a sua massa preferida, com legumes ou qualquer outro prato que quiser. Demais, né?

Como vimos, os diferentes tipos de molhos dão mais sabor às refeições e ainda agregam nutrientes importantes, como vitaminas, minerais e proteínas. Mas, pra isso, é imprescindível que sejam o mais artesanais possível, ou pelo menos preparados por quem acredita que saúde é importante.

Se você estiver curioso pra experimentar nossas opções, que são saudáveis, nutritivas e absurdamente gostosas — afinal, são preparadas pelas mãos mágicas dos nossos chefs — acesse o nosso site e faça seu pedido. É rapidinho!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up