Mudando o mundo

Entenda como a comida congelada ajuda no combate ao desperdício

setembro 6, 2019

Os impactos do desperdício de comida são extensos e renderiam um texto só para eles. Existem consequências econômicas, sociais e ambientais. Por isso, você já deve imaginar a importância de combater esse problema, né? É uma preocupação que vai ao encontro dos conceitos de consumo sustentável e de responsabilidade socioambiental.

Então, preparamos este texto explicando como você pode reduzir o desperdício dentro da sua casa. Você verá que o planejamento de refeições, a escolha das embalagens e o congelamento de alimentos são aliados. Além disso, trouxemos exemplos de iniciativas de impacto social que você pode apoiar. Acompanhe!

Desperdício de comida: por que é um problema?

Se estiver de pé, sente-se, porque a informação é impressionante: 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são jogadas fora anualmente! O dado é da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO/ONU). Isso representa quase um terço de toda a comida produzida no mundo.

A realidade é ainda mais impactante quando lembramos que a fome ainda atinge 821 milhões de pessoas ao redor do planeta. E não é só isso: o desperdício de comida também afeta o meio ambiente. Afinal, um terço de toda energia, água, terras e até mesmo agrotóxicos empenhados na produção foram utilizados em vão.

Consumo alimentar consciente: como combater o desperdício?

Se você fica com um aperto no coração toda vez que joga alimentos fora, temos uma boa notícia: é muito simples reduzir o desperdício de comida na sua casa. Basta adquirir alguns hábitos certeiros, como os que colocamos abaixo.

Faça um planejamento de cardápio

Reservar um tempinho do seu domingo para planejar o cardápio semanal vai mudar sua vida. Assim, o carrinho do supermercado volta somente com o que realmente será utilizado, e você tem um controle maior da sua dispensa. O resultado? Nada de sobras ou produtos descartados porque passaram da validade.

Além disso, esse planejamento contribui para uma alimentação saudável, já que dá para pensar em montagens diversificadas. Sem contar, é claro, na praticidade no dia a dia — se deixar as porções planejadas já meio preparadas, conseguirá uma grande otimização de tempo na sua rotina.

Escolha a embalagem certa

A principal função de uma embalagem é conservar o produto, concorda? Pensando nisso, a escolha do pacote ou do pote em que você vai guardar seus alimentos faz muita diferença. Dá para reduzir o desperdício de comida só por ter esse cuidado. Veja algumas dicas:

  • sacos plásticos são ideais para conservar carnes, frutas e grãos;
  • já embalagens revestidas de alumínio ajudam a preservar condimentos e laticínios;
  • pacotes cartonados, como de fast foods, não são ideais para conservação longa. Então, deixe-os somente para guardar algo na geladeira por pouco tempo — o mesmo vale para o isopor;
  • potes de vidro são os mais indicados para o congelamento. No entanto, os de plástico “bestenol free” ou herméticos também podem ser utilizados sem problemas.

Diga sim aos vegetais e legumes “feios”

Que tal dizer sim à “xepa” do hortifrúti e evitar que os produtos rejeitados parem no lixo? Os vegetais e legumes considerados “feios” são igualmente saborosos, mesmo que não sirvam para uma foto de Instagram. Aliás, que tal tirar a foto mesmo assim? Dá para aproveitar e colocar uma legenda incentivando a responsabilidade socioambiental.

Alimentos congelados: por que são a melhor solução?

Outra dica para combater o desperdício de comida é aderir aos congelados. E não estamos exagerando ao dizer que essa é a melhor solução. Abaixo, veja três das vantagens do congelamento:

  • porções do tamanho certo: com o hábito de congelar refeições porcionadas, você descongela somente o que vai comer — nada de sobras jogadas fora;
  • aumento da validade: sabe quando esquecemos aquele legume na gaveta da geladeira e, quando vamos ver, já está estragado? Isso não acontece quando você os congela, podendo ser conservados por semanas ou meses;
  • praticidade: na correria do dia, às vezes, a gente chega em casa e prefere pedir um fast food em vez de mexer com os alimentos da geladeira. O resultado? Vão ficando por lá e acabam na lixeira depois de algum tempo. Ter porções congeladas é uma solução melhor para um jantar rápido e saudável.

Contando com uma empresa especializada

Agora, você já ouviu falar em delivery de refeições congeladas? Sim, algumas empresas — como a Liv Up — fazem exatamente isso. E a grande vantagem é que os alimentos passam por ultracongelamento. Isso significa que são congelados com tecnologias próprias que permitem o alcance de temperaturas negativas em muito menos tempo.

Em comparação ao congelamento caseiro, esse processo garante:

  • a manutenção do sabor, da cor e da textura do alimento, que podem se perder um pouco no congelamento lento;
  • a conservação dos vários tipos de nutriente, garantindo refeições mais saudáveis;
  • a redução ainda maior do desperdício de comida, já que não há o risco de você descongelar e desistir de comer porque o prato ficou insosso — com essa técnica, os alimentos descongelados parecem frescos.

Combate ao desperdício: como ajudar além da sua casa?

Sabia que você também pode mudar o mundo para além da sua casa? Veja, abaixo, como apoiar ações e iniciativas que contribuem com o combate ao desperdício de comida.

Incentivo à agricultura familiar

De acordo com a notícia da FAO/ONU que colocamos no começo do texto, 54% do desperdício de alimentos ocorre ainda na fase de colheita e armazenagem. Grandes produtoras agrícolas preferem descartar os alimentos que não estão de acordo com a qualidade procurada em mercado.

Por isso, priorizar e incentivar a agricultura familiar e orgânica é um bom caminho. As grandes empresas, além de responsáveis por um alto percentual de desperdício, fazem uso de agrotóxicos e fertilizantes para dar conta da produção em larga escala.

App Comida Invisível

Com o App Comida Invisível, os alimentos impróprios para comercialização, mas ideais para o consumo, são doados para quem precisa. É o caso de supermercados ou restaurantes que não podem servir um pão pela metade ou um legume mais enrugado, por exemplo. A Liv Up apoia essa iniciativa, e você também pode ajudar a espalhar a ideia.

ONG Banco de alimentos

Já a ONG Banco de Alimentos faz uma “colheita urbana”. Por exemplo, recolhem produtos próximos da validade, mas em perfeito estado de consumo, das prateleiras de comércios e indústrias. Depois, abastecem instituições sociais com esses alimentos. Para incentivar o trabalho, você pode ser um doador mensal.

Essas iniciativas são bonitas, né? Apoiá-las é uma atitude admirável. Mas não se esqueça de que também devemos ter responsabilidade socioambiental dentro de nossas casas. Para combater o desperdício de comida, vale a pena planejar seu cardápio e congelar os alimentos. Ou, melhor ainda, contar com uma empresa especializada e que gera impacto social.

Por isso, conheça a Liv Up e veja como nossa comida congelada, saudável e saborosa vai acabar com o desperdício na sua casa!

Você também pode gostar

Scroll Up